Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 anuncia contrato com novo hospital

Lucas Sarti* - São Paulo,SP

26-06-2017 17:25:30

O Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece no dia 12 de novembro e tem tudo para ser novamente uma das provas mais aguardadas do calendário. A edição de 2017 será a 45ª e contará com uma nova instituição de saúde à disposição de pilotos e equipes.

Após 16 anos consecutivos com a Rede D'Or São Luiz, nesta segunda-feira, em evento realizado na capital paulista e que contou com representantes da Fórmula 1, o Hospital Leforte foi anunciado como novo serviço médico oficial do GP do Brasil. O contrato, assinado no salão nobre da unidade localizada no bairro Liberdade, é válido pelos próximos quatro anos.

Autódromo de Interlagos irá receber o GP do Brasil (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

"Para nós é uma honra assinar este contrato e estar trabalhando desde já para a preparação do evento. A experiência de Le Mans foi muito importante. Vimos o envolvimento de todo o corpo clínico. É um grande passo e estamos muito otimistas", disse Dr. Mário Lucio Baptista, diretor clínico do Hospital Leforte, em entrevista coletiva.

O hospital atua há mais de 70 anos no mercado e é o resultado da união das marcas Bandeirantes e Leforte, que ocorreu em maio de 2017. A edição deste ano do GP do Brasil será a primeira com o hospital à frente dos cuidados médicos de pilotos e equipes. No entanto, a marca Leforte já tem experiência em eventos esportivos.

O hospital já esteve presente em grandes eventos, como a Le Mans - 6 Horas de São Paulo, prova oficial da FIA, e L'Étape by Le Tour de France, o maior evento de ciclismo amador da América Latina.

"Contaremos com uma estrutura médica e multidisciplinar em torno de 120 pessoas operando neste Grande Prêmio. Com isso, pretendemos dar segurança aos pilotos, mecânicos e pessoal envolvido nas equipes. Estamos muito animados com esta escolha", afirmou Dr. Marcelo Medeiros, diretor relacional do Leforte.

Executivos da Fórmula 1 e da Leforte durante apresentação (Foto: André Mello/Divulgação)

O contrato de quatro anos é específico para os cuidados de pilotos e equipes. O hospital não será responsável pelos cuidados do público, que é de competência da Prefeitura de São Paulo. O Leforte disponibilizará uma equipe com 150 profissionais da área da saúde, além de cerca de 15 ambulâncias, um helicóptero UTI com médicos e enfermeiras, um Centro Médico dentro do autódromo de Interlagos, e duas unidades do hospital Leforte à disposição: Morumbi e Liberdade.

"Na área médica o Brasil é, senão o melhor, um dos três primeiros no campeonato e manteremos esta mesma classificação", destacou Tamas Rohonyi, promotor do GP do Brasil.

O GP do Brasil de Fórmula 1 é o penúltimo do calendário 2017 da categoria. A prova acontece no dia 12 de novembro, domingo, às 14h00 (de Brasília). No último ano, o britânico Lewis Hamilton sagrou-se campeão da prova. O maior vencedor da etapa brasileira é o francês Alain Prost (1982, 1984, 1985, 1987, 1988 e 1990).

* Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário