Motor/Fórmula 1

Promotor da Fórmula 1 prevê temporada com 15 a 18 Grandes Prêmios

AFP - São Paulo , SP
23/03/2020 20:40:37

Em: Fórmula 1, Mais Esportes, Motor, Notícias
Grandes Prêmios da Austrália e de Mônaco já foram cancelados devido à pandemia (Foto: Jean-Christophe Magnenet/AFP)

O calendário do Mundial de Fórmula 1 deve ser composto de 15 a 18 corridas nesta temporada, apesar dos adiamentos e cancelamentos de Grandes Prêmios devido à nova pandemia de coronavírus, disse Chase Carey, presidente-executivo da empresa promotora da F1, nesta segunda-feira.

Inicialmente, a temporada de 2020 consistia de um recorde de 22 GPs, mas dos oito primeiros, seis foram adiados e dois já foram cancelados. A primeira corrida agora marcada é o GP do Canadá no dia 14 de junho. Antes da crise, a temporada deveria começar na Austrália em 15 de março.

“Admitimos o fato de que há um risco potencial de mais adiamentos de corridas atualmente inscritas na programação, mas, no entanto, esperamos, assim como nossos patrocinadores, que a temporada comece em algum momento do verão (do hemisfério norte) com um calendário revisado de 15 a 18 provas”, afirmou Carey em um comunicado.

A princípio, o último Grande Prêmio da temporada estava programado para o final de novembro em Abu Dhabi, embora Carey tenha dito que a temporada “pode se estender além do fechamento originalmente programado para o fim de semana de 27 a 29 de novembro”.

“No momento, não é possível prever um calendário mais específico devido à natureza variável das circunstâncias, mas esperamos ter uma visão mais clara da situação em nossos países anfitriões, assim como das possibilidades de adiamentos nos próximos meses”, adicionou.

O Grande Prêmio da Austrália e o GP de Mônaco foram cancelados, enquanto os do Bahrein, Vietnã, China, Holanda, Espanha e Azerbaijão foram adiados para uma data posterior, na esperança de encontrar um lugar no calendário.

A Fórmula 1 também decidiu adiar sua pausa de verão, realizada geralmente em agosto, para março-abril, fazendo com que as corridas possam ser agendadas em agosto.  “Queremos oferecer a todos os nossos fãs um campeonato em 2020”, concluiu Carey.

O regulamento da Fórmula 1 prevê um mínimo de oito corridas para que o campeonato seja válido.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Ads – Rodapé Posts