Motor/Fórmula 1

Ex-agente de Ricciardo cobra R$ 46,7 milhões por comissões não pagas

São Paulo , SP
22/07/2019 09:28:22

Em: Fórmula 1, Motor
Cobrança envolve questões contratuais (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

Daniel Ricciardo está sendo acionado na justiça. O ex-agente do piloto, Glenn Beavis, cobra do piloto nada menos que 10 milhões de libras (R$ 46,7 milhões) por comissões não pagas durante a elaboração do contrato do australiano com a Renault. As informações são do site Autosport.

Beavis garante que arcou com diversas quantias e que tinha um acordo para receber 20% sobre o salário base de Ricciardo, além de outros elementos contratuais, como por exemplo o custo da superlicença do piloto, uso de um carro de rua da Renault e as despesas de um fisioterapeuta.

“Não há substância na alegação de Glenn Beavis. É lamentável que ele tenha decidido trazer esta reivindicação totalmente sem mérito que eu pretendo defender plenamente no processo judicial”, rebateu Ricciardo.

Glenn Beavis começou a prestar serviços de consultoria a Ricciardo em 2012. No ano seguinte, o australiano abriu uma empresa chamada Whitedunes, com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, um paraíso fiscal, para gerenciar seus negócios, e de lá efetuava pagamentos à Beavis.

O agente participou das negociações entre o piloto australiano e a Renault, que começaram em 2017. Em dezembro de 2018, após já ter acertado sua saída da Red Bull, Ricciardo pediu a rescisão de contrato com Beavis, processo esse que só foi concluído em março.