Chefe da Sauber deixa posição por diferença de opinião com donos

São Paulo, SP

21-06-2017 10:20:03

Primeira mulher a ser chefe principal e CEO de uma equipe na Fórmula 1, a indiana Monisha Kaltenborn rompeu seus laços com a Sauber. De acordo com a imprensa internacional, a executiva já deixou sua posição, restando apenas um comunicado oficial da equipe suíça.

O maior motivo apontado pelos jornais é o da diferença de pensamento de Monisha e da empresa majoritária da equipe sobre o tratamento dos pilotos: Kaltenborn gostaria de dar condições igualitárias para Pascal Wehrlein e Marcus Ericsson, enquanto a Longbow Finance, que comprou a Sauber em 2016, quer preferência para Marcus, piloto ligado ao grupo.

Monisha assumiu o posto de dona e chefe da Sauber em 2010, quando Peter Sauber recuperou a equipe da BMW e colocou a indiana no posto. Através dos sete anos, a executiva lidou com diversas dificuldades financeiras até encontrar a solução de vender o time para a Longbow Finance, movimento que tirou Peter Sauber da jogada.

Em 2017, a Sauber aparece na penúltima colocação do mundial de construtoras, com quatro pontos conquistados por Wehrlein. Apenas a McLaren de Fernando Alonso é pior que o time suíço na temporada.

Para o GP do Azerbaijão, que começa nesta sexta-feira, a Sauber ainda não deve contar com um chefe de equipe.

Deixe seu comentário