Após eliminação do Brasil, Lucarelli dispara: "Claro que não estamos contentes"

São Paulo, SP

20/07/22 | 17:20

A Seleção Brasileira masculina de vôlei deu adeus à disputa da Liga das Nações nas quartas de final da competição. No início da tarde desta quarta-feira, o Brasil perdeu para os Estados Unidos, de virada, por 3 sets a 1 (25/20, 22/25, 23/25 e 17/25), em Bolonha, na Itália, onde acontece a fase final desta edição. O time verde e amarelo se despede do campeonato com uma campanha de oito vitórias em 13 jogos.

Na partida contra os Estados Unidos os destaques individuais do lado brasileiro ficaram por conta do ponteiro Leal, maior pontuador do jogo com 18 acertos, e do ponteiro Lucarelli, e do oposto Darlan, com 16 e 13 pontos respectivamente.

“Claro que não estamos contentes com o resultado, esperávamos chegar em mais uma semifinal e buscar mais um título. Mas infelizmente isso não aconteceu. Sabemos onde pecamos, o que poderíamos ter feito melhor. No voleibol de hoje os detalhes são muito importantes, e hoje não soubemos aproveitar as oportunidades. E não podemos tirar o mérito do adversário que foram muito bem, mas sabemos que podemos melhorar em algumas coisas”, disse o ponteiro Lucarelli.

Foto: Divulgação/VNL

“Foi uma competição difícil. Hoje enfrentamos um adversário muito forte, um duelo que é um clássico do voleibol mundial. Eles foram melhores e acabaram levando a vitória. Tivemos pontos positivos como a chegada do Darlan e o desempenho dos centrais que foram muito bem em toda a competição. Agora temos que seguir acreditando no processo e continuar trabalhando. Ainda temos o que evoluir e o nosso time mostrou mais uma vez que tem jogadores que podem fazer a diferença e mudar uma partida”, afirmou Bruninho, levantador e capitão da equipe.

Por fim, o técnico Renan Dal Zotto deu sua opinião sobre o desempenho brasileiro na partida decisiva. Para o comandante, foi um jogo decidido nos detalhes.

“O nosso time se empenhou ao máximo, todos os atletas. O jogo foi decidido nos detalhes, no primeiro set nós fomos melhores, no segundo eles foram superiores, no terceiro tivemos chances e não conseguimos aproveitar. No quarto set, que começou um pouco estranho, nós reagimos, mas não sustentamos. Claro que há muitos méritos do nosso adversário de hoje, mas tentamos o tempo todo e quem esteve dentro de quadra se doou por completo”, comentou.

Apesar da eliminação na Liga das Nações, a Seleção Brasileira masculina ainda não encerrou a temporada. Entre 26 de agosto e 11 de setembro acontece o Campeonato Mundial masculino na Polônia e Eslovênia, onde a equipe vai em busca do tetracampeonato.

Deixe seu comentário