Nishikori é superado por ucraniano e fica com o vice em Buenos Aires

São Paulo, SP

19-02-2017 16:11:19

(Foto: Alejandro Pagni/AFP)
Nishikori segue em busca de sua primeira conquista em (Foto: Alejandro Pagni/AFP)

Principal favorito ao título do ATP 250 de Buenos Aires, Kei Nishikori, número 5 do ranking mundial, ficou com o vice-campeonato na Argentina. Neste domingo, o japonês foi superado pelo ucraniano Alexandr Dolgopolov (66º), que venceu em sets diretos, com parciais de 7/6 (7-4) e 6/4, após uma hora e 41 minutos de jogo.

O jogo começou muito equilibrado. Apesar de pressionarem o oponente, nenhum tenista conseguiu anotar uma quebra de serviço na primeira parcial, que foi decidida no tie-break. No desempate, Dolgopolov começou forte, abriu 4 a 1 e apenas administrou a vantagem para sair na frente.

Ukraine's tennis player Alexandr Dolgopolov acknowledges the crowd after defeating Spain's Pablo Carreno Busta during their Argentina Open semifinal singles match at the Lawn Tennis Club in Buenos Aires on February 18, 2017. Dolgopolov won 7-5, 6-2. / AFP PHOTO / Alejandro PAGNI
Dolgopolov encerrou seu jejum de títulos (Foto: Alejandro Pagni/AFP)

No segundo set, os jogadores não tiveram nenhuma chance de quebra de serviço até o sexto no game. No sétimo, Alexandr aproveitou a oportunidade, aplicou o break e seguiu confirmando seus saques para garantir a conquista no saibro argentino.

Este é apenas o terceiro título do ucraniano, que não levantava um troféu desde 2012. Agora, ambos se preparam para a disputa do ATP 500 do Rio de Janeiro, que se inicia nesta segunda. Nishikori encara o brasileiro Thomaz Bellucci na estreia, enquanto Dolgopolov duela com o espanhol David Ferrer na primeira rodada.

Em Memphis, americano conquista primeiro título da carreira

No ATP 250 de Memphis, nos Estados Unidos, Ryan Harrison, número 62 do mundo, conquistou o primeiro título de sua carreira, ao bater o georgiano Nikoloz Basilashvili (67º) por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, em 1 hora e 17 minutos de partida.

O tenista americano, de 24 anos, fez valer o fator casa e não deu chances ao rival europeu. Harrison não sofreu nenhuma quebra de serviço, e conseguiu vencer o saque do rival em três oportunidades. Assim, confirmou a vitória sem maiores problemas.

Deixe seu comentário