Feijão aprova atuação, mas elogia rival espanhol: "Errou muito pouco"

*Pedro Petrachini - São Paulo,SP

02/03/17 | 19:35

O brasileiro João Souza, o Feijão, acabou eliminado do ATP 250 de São Paulo nesta quinta-feira, ao ser derrotado pelo espanhol Pablo Carreno Busta, número 23 do mundo e cabeça de chave 1 do evento. A partida terminou 2 sets a 0 para o europeu, que avançou às quartas de final do torneio.

Após a partida, na zona mista, o paulista fez questão de exaltar o nível de atuação de seu adversário, e também se mostrou satisfeito com o próprio desempenho no clube Pinheiros. Ele foi o único atleta do País a vencer um duelo na chave de simples, ao bater o argentino Horacio Zeballos.

"Joguei bem hoje, mas não tem muito o que falar. O cara é 23 do mundo, vem de final. Vendo o jogo, quem entende de tênis percebeu que ele errou muito pouco", analisou Feijão, lembrando a campanha de Carreno Busta no Aberto do Rio, na última semana, quando o espanhol perdeu a final para o austríaco Dominic Thiem, número 9 do mundo.


Sobre o fato de o País não conseguir levar o título do Aberto do Brasil, sendo o último em 2004, com o ídolo Gustavo Kuerten, Souza não vê a situação como um problema, e crê que falta apenas um jogador nacional estar inspirado na semana do evento.

"A gente teve brasileiros ganhando outros torneios de ATP. Ainda não foi a semana encaixada, nem minha, nem do Thomaz (Bellucci), nem do Thiago Monteiro, o Rogerinho. Dois anos atrás, eu cheguei na semifinal, bati na trave, então isso é muito relativo", enfatizou o número 131 do mundo.

Após a queda de Feijão, o Brasil segue vivo apenas na chave de duplas no clube Pinheiros. A parceria formada por Rogério Dutra Silva e André Sá está na semifinal da competição, enquanto o gaúcho Marcelo Demoliner, que atua com o neozelandês Marcus Daniell, disputa as quartas de final do evento paulistano.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário