Espanhol Pablo Carreño vence polonês Hurkacz e conquista Masters 1000 de Montreal

AFP - São Paulo,SP

14/08/22 | 22:02

O espanhol Pablo Carreño, vigésimo terceiro no ranking mundial da ATP, conquistou neste domingo o Masters 1000 de Montreal, o primeiro dessa categoria em sua carreira, ao derrotar o polonês Hubert Hurkacz (10º) por 3-6, 6-3 e 6-3.

O ibérico de 31 anos, vencedor da medalha de bronze olímpica no ano passado em Tóquio ao derrotar o sérvio Novak Djokovic, tem agora sete títulos no circuito ATP. O polonês, oitavo colocado no torneio, não conseguiu tirar proveito dos 18 aces que conseguiu e, pelo contrário, cometeu 24 erros não forçados.

A duas semanas do US Open (29 de agosto a 11 de setembro), onde Carreño chegou a duas semifinais em 2017 e 2020, e em um cimento norte-americano em que é decididamente bem-sucedido, o espanhol mantém uma excelente fase antes do torneio de Nova York.

Carreño Masters 1000
(Foto: Minas Panagiotakis/Getty Images/AFP)

Seu sétimo troféu da carreira também é o de maior prestígio, sendo o primeiro da categoria Masters 1000. Para o Aberto do Canadá, sua vitória é inusitada, já que ele se tornou o primeiro tenista não cabeça de chave a vencer desde o argentino Guillermo Cañas em 2002.

Contra o polonês Hurkacz, que registrou cinco vitórias em cinco finais disputadas (incluindo a que o revelou no Masters 1000 de Miami no ano passado), Carreño não começou como favorito.

Anteriormente, ambos haviam duelado duas vezes. O espanhol havia vencido a primeira partida nas oitavas de final do Cincinnati Masters 1000 em 2019, mas perdeu a segunda na final do torneio de Metz em 2021.

Deixe seu comentário