André Sá atribui mau desempenho de Bellucci a fator mental e exalta ex-companheiro

Fernanda Lucki Zalcman* - São Paulo,SP

23-11-2018 08:00:05

Há poucos meses, André Sá e Thomaz Bellucci anunciaram o fim da parceria entre eles que durou cerca de um ano. O mineiro, que se aposentou das quadras em fevereiro deste ano, vinha atuando desde o segundo semestre de 2017 como técnico e parceiro de duplas do ex-número um do Brasil e falou com exclusividade à Gazeta Esportiva sobre o ex-companheiro.

"Ele é um excelente profissional, trabalhador. Ele está passando por um momento difícil mentalmente e isso acontece com qualquer atleta. Em primeiro lugar ele tem que ter paciência e depois continuar acreditando no potencial dele. Ele sabe o nível de jogo que tem e onde ele pode chegar. E agora é só continuar treinando, fazendo o que precisa ser feito para voltar a jogar o melhor nível de tênis. Mas na questão de nível de jogo e determinação, ele tem de sobra", exaltou.

Veja também:

Zé Roberto Guimarães reconhece ano ruim e se garante na Seleção até 2020

Evento reúne grandes nomes do tênis em prol do desenvolvimento da modalidade

André também comentou sobre o atual cenário do tênis brasileiro e se mostrou otimista com o futuro da modalidade e da nova geração que começa a surgir, como Thiago Wild e Matheus Puccinelli.

"Eu vejo a vontade de jogar, o sonho que eles têm é enorme. Eles sabem que o desafio é grande, mas eles têm que correr atrás. Estão demonstrando bons resultados no infanto-juvenil e agora vão precisar fazer a transição para o profissional. E vão ter de se esforçar mais, não tem segredo, fórmula mágica. A barra sobe, você precisa se esforçar mais, treinar mais e se especializar mais", destacou e completou.

"É algo super positivo e acho que só tem a melhorar. Quanto mais pessoas jogando tênis melhor para o esporte. É isso que a gente quer incentivar. Então eu vejo um futuro muito promissor", concluiu. 

*Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário