Com Dizotti e Jungblut, Brasil tem dupla feminina pela 1ª vez na final do Mundial de longa

São Paulo, SP

19-06-2022 13:58:52

Neste domingo, o Brasil conseguiu um feito inédito na natação. Em Budapeste, Beatriz Dizotti e Viviane Jungblut se classificaram à final do Mundial de natação dos 1.500m livre. Além da vaga na decisão, Dizotti quebrou o recorde brasileiro, terminando a prova em 16min08s35. Já Viviane Jungblut passou com o tempo de 16m09s27.

Nos 200m livre masculino, o medalhista de bronze de Tóquio 2020, Fernando Scheffer, se classificou à semifinal em nono lugar, finalizando a prova em 1min46s71. Outro brasileiro, Breno Correia, também disputou a modalidade, mas ficou em 22° lugar e não avançou.

Disputando a prova de 100m costas, Guilherme Basseto por pouco não foi à semi. O brasileiro terminou em 17° lugar, em 54seg26, apenas uma posição atrás do último classificado. No 100m peito feminino Jhennifer Conceição ficou na mesma posição, finalizando a prova em 1min07seg50.

A equipe de Nado Artístico também fez história neste domingo e voltou a se classificar à uma final sete anos depois após terminar a prova eliminatória em 12° lugar. A última vez em que o Brasil esteve em uma decisão com a modalidade foi em 2015, em Kazan, na Rússia.

Deixe seu comentário