João Victor Marcari Oliva conquista recorde brasileiro em Mundial de hipismo

São Paulo, SP

08/08/22 | 23:11 - 09/08/22 | 09:07

No primeiro Grand Prix Special do Brasil em Mundiais, o cavaleiro João Victor Marcari Oliva, montando o lusitano Escorial Horsecampline, se emocionou com o feito inédito: atingiu a média final de 73,313% no Grand Prix Special, em mais um recorde de aproveitamento em dois dias. O primeiro foi no Grand Prix, em 7 de agosto, com 72,112%.

“Estou muito feliz. Meu cavalo está mostrando o melhor dele e eu também estou dando meu máximo. Trabalhamos para isso e agora estamos colhendo o fruto do nosso trabalho”, comemorou o atleta.

O GP Special contou com a participação dos 30 melhores conjuntos do Grand Prix, quando 93 duplas de 34 países competiram dias 6 e 7/8. Valendo medalha e vaga para a final individual para os 15 melhores resultados, o GP Special foi representado por amazonas e cavaleiros de 14 países.

João Victor foi o único atleta da América Latina e se posicionou em 21º lugar. “Não fomos para a final, mas estamos indo embora com muita alegria porque viemos e cumprimos nosso objetivo. Estou muito feliz com o meu cavalo, minha equipe e o resultado.

No pódio do GP Special, a medalha de ouro ficou para a britânica Charlotte Fry montando Glamourdale, com a nota média final de 82,508%, a prata ficou para a dinamarquesa Cathrine Laudrup-Dufour com Vamos Amigos (81,322%), vencedora do Grand Prix no dia anterior, e o bronze foi para a holandesa holandesa Dinja van Liere montando Hermes (78,407%).

Para João Victor Oliva, de 26 anos, que já era dono dos dois melhores resultados do Brasil no GP em Mundiais e também em Olimpíadas, nos Jogos de Tóquio, “a tendência é sempre melhorar. É lógico que de vez em quando, não sou só eu, mas todos os cavaleiros, damos um passo para traz para dar dois para frente. Então, agora, é nas próximas tentar manter, não desanimar e aprender com os erros. Graças a Deus aqui no Mundial a gente conseguiu o nosso melhor ou quase o nosso melhor”, finalizou.

O pódio do GP Freestyle (coreografia com música), acontece na quarta-feira, com os top 15 da elite da modalidade, entre campeões olímpicos, mundiais, europeus e líderes do ranking.

Deixe seu comentário