Gazeta Esportiva

Federação Internacional de Xadrez investiga caso “Carlsen-Niemann”

AFP - São Paulo,SP

30/09/22 | 09:14

A Federação Internacional de Xadrez (FIDE) anunciou a abertura de uma investigação sobre as acusações de trapaças apresentadas pelo norueguês Magnus Carlsen, cinco vezes campeão mundial, contra o jovem prodígio americano Hans Niemann.

Três membros da comissão de fair-play “formarão um grupo de investigação” e poderão “consultar especialistas externos, se necessário”, para esclarecer as acusações de Carlsen e a confissão de Niemann de que trapaceou em partidas online no passado.

Após vários ataques velados, Carlsen acusou abertamente Niemann na segunda-feira de ter “feito mais trapaças, e mais recentemente, do que admitiu publicamente”.

A saga Carlsen-Niemann abala o mundo do xadrez há três semanas. Após uma derrota para o americano, o norueguês de 31 anos tomou a decisão de se retirar da Sinquefield Cup, nos Estados Unidos, em 4 de setembro.

No dia 19, em mais um gesto surpreendente, o pentacampeão mundial de repente desistiu de uma partida contra Niemann depois de jogar apenas um movimento no torneio online Julius Baer Generation Cup.

Niemann, de 19 anos, é um jogador que fez progressos meteóricos no mundo do xadrez, mas admitiu ter trapaceado em várias partidas online no passado, quando tinha entre 12 e 16 anos.

“No melhor interesse da comunidade de xadrez, pedimos ao público que se abstenha de qualquer especulação sobre os resultados e possíveis sanções até que todos os fatos disponíveis sejam examinados e a investigação seja concluída”, disse Salomeja Zaksaité, presidente da comissão de Fair Play da FIDE, em um comunicado.

Deixe seu comentário