Mais Esportes/Bastidores

Dirigente irlandês detido na Olimpíada pode deixar o Rio de Janeiro

São Paulo , SP
17/11/2016 13:01:22

Em: Bastidores, Mais Esportes

O presidente do Comitê Olímpico Irlandês (OCI), Patrick Hickey, detido após as Olimpíadas por suspeita de venda ilegal de ingressos, foi autorizado a deixar o Rio de Janeiro sob fiança de R$ 1,5 milhão.

Segundo informações da AFP, a juíza Juliana Leal de Melo, do Juizado do Torcedor e Grandes Eventos, liberou a devolução do passaporte do irlandês por conta de problemas de saúde. Hickey, de 71 anos, sofre com problemas cardíacos.

Presidente do Comitê Olímpico Irlandês, Patrick Hickey é acusado de vender ingressos com preços abusivos AFP PHOTO / JACK GUEZ
Presidente do Comitê Olímpico Irlandês, Patrick Hickey é acusado de vender ingressos com preços abusivos AFP PHOTO / JACK GUEZ

“Comprovado o pagamento da fiança estabelecida e com o compromisso de cooperação do réu com a Justiça, autorizo a liberação de seu passaporte para que deixe o país para tratar de sua saúde”, disse a juíza.

Hickey foi preso por suspeita de envolvimento em vendas ilegais de ingressos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A polícia acredita que a máfia de ingressos tenha arrecadado no mínimo R$ 10 milhões. O real valor da quantidade de ingressos que foram vendidos totaliza R$ 626 mil, no entanto, acredita-se que o grupo chegava a vendê-los por 30 vezes mais que o preço original.