COB garante cumprimento do calendário dos desportos aquáticos

São Paulo, SP

12-04-2017 16:30:39

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) divulgou, nesta quarta-feira, o teor da carta do presidente Carlos Arthur Nuzman endereçada aos atletas dos desportos aquáticos do País. No documento, o dirigente garante o cumprimento do calendário de competições nacionais e internacionais, entre elas o Troféu Maria Lenk, o Mundial de Budapeste, na Hungria, e o Sul-americano de Cali, na Colômbia.

”Fiquem tranquilos com relação à manutenção dos calendários já estipulados e a realização de competições já marcadas, como o Troféu Maria Lenk, além da presença brasileira nos Mundial de Budapeste e no sul-americano de Cali. A Diretoria Executiva de Esportes do COB foi instruída na sexta-feira a trabalhar com a atual liderança da confederação nessa direção”, diz um trecho do texto.

As dúvidas quanto à manutenção do calendário esportivo dos desportos aquáticos surgiram com a prisão de três dirigentes do alto escalão da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), entre eles o presidente da entidade Coaracy Nunes, na investigação da Polícia Federal batizada de Águas Claras, deflagrada no último dia 6 de abril.

As prisões repercutiram intensamente no meio dos desportos aquáticos do Brasil. Alguns dos principais nomes do esporte, como por exemplo os medalhistas olímpicos Cesar Cielo, Thiago Pereira e Poliana Okimoto, assinaram uma carta aberta ao presidente Michel Temer pedindo “socorro” à crise na CBDA.

Veja a íntegra da carta de Carlos Arthur Nuzman aos atletas:

Caríssimos Atletas de Desportos Aquáticos,

Recebemos a carta com a mesma preocupação com que vocês a escreveram. Entendemos, como vocês, que a evolução do esporte no Brasil depende do envolvimento de toda a sociedade e do trabalho duro de dirigentes, atletas, jornalistas, patrocinadores e, claro, de todos os níveis de governo.

As primeiras providências porém, devem estar focadas no que é mais urgente: assegurar a assiduidade das equipes brasileiras nas provas mais relevantes do calendário internacional. Sem competir, os atletas não evoluem. Falta motivação para aquele esforço diário, dolorido que é treinar em alto nível, como fazem ou fizeram todos vocês.

Fiquem tranquilos com relação à manutenção dos calendários já estipulados e a realização de competições já marcadas, como o Troféu Maria Lenk, além da presença brasileira nos Mundial de Budapeste e no sul-americano de Cali. A Diretoria Executiva de Esportes do COB foi instruída na sexta-feira a trabalhar com a atual liderança da confederação nessa direção.

Só essa urgência porém já não é suficiente. Nosso dever é seguir em busca de soluções mais duradouras. Por isso reforço o convite aos integrantes da Comissão de Atletas para a reunião que acontece no próximo dia 18.

Vamos em frente, pois temos muitos desafios e uma juventude que busca inspiração.

Um abraço,

Carlos Arthur Nuzman

Deixe seu comentário