Fiba pede que "comunidade do basquete seja exemplo" em meio à pandemia

São Paulo, SP

23-03-2020 19:59:48

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a Fiba (Federação Internacional de Basquete) pediu que jogadores de todo o mundo ficassem em casa. Em nota publicada nesta segunda-feira, o presidente da entidade, Hamane Niang, e o secretário-geral Andreas Zagklis afirmaram que ”é fundamental que a comunidade do basquete seja um exemplo de comportamento responsável” durante a crise.

“Embora normalmente imploremos que você jogue basquete o quanto puder, nossa mensagem hoje é para ajudar a causa maior de proteção da saúde pública. Em nenhuma circunstância nossa paixão por jogar basquete deve superar a importância de seguir as instruções das autoridades públicas”, diz um trecho do texto.

A entidade ainda declarou que os torneios paralisados só serão retomados caso a situação efetivamente melhore. “Muitas competições ainda precisam ser concluídas e esse continua sendo nosso objetivo, mas isso só acontecerá se as condições permitirem. Não pediremos aos nossos jogadores para ir a algum lugar onde não enviaríamos nossos próprios filhos”, declarou a instituição.

Sobre as Olimpíadas, a Fiba afirmou estar monitorando o posicionamento do Comitê Olímpico Internacional (COI), mas reforçou que a prioridade é garantir a segurança de todas as partes envolvidas. No último domingo, a organização anunciou que precisará de 4 semanas para decidir se os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 serão adiados por conta da doença.

“Em termos dos Jogos Olímpicos, o COI deixou claro que o cancelamento não está na agenda. Ontem, o Conselho Executivo do COI anunciou que iniciaria uma fase de consulta de quatro semanas com as Federações Internacionais e outras partes interessadas sobre a possibilidade de adiamento. Permanece a posição da Fiba ​​de que qualquer decisão a esse respeito deve garantir que ela ofereça condições seguras de participação para nossos jogadores, treinadores e árbitros”, completou.


Deixe seu comentário