Mais Esportes/Basquete

CBB assina protocolo de intenções para desenvolvimento do basquete brasileiro

São Paulo , SP
22/07/2019 18:06:22 — 22/07/2019 18:09:49

Em: Basquete, Mais Esportes, Notícias

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB) assinou, nesta segunda-feira, um Protocolo de Intenções com o Banco de Brasília (BRB), que faz parte do Projeto “Brasília Capital do Basquete” no Salão Nobre do Palácio Buriti, em Brasília (DF).

Participaram do encontro Paulo Henrique Costa, presidente do BRB; Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal; Leandro Cruz, secretário de Esportes; Vanessa Mendonça, secretária de Turismo; e Carlos Fontenelle, secretário-geral da CBB, que representou o presidente Guy Peixoto Jr, entre outros. De acordo com Fontenelle, a assinatura do Protocolo de Intenções visa auxiliar o desenvolvimento do basquete brasileiro em vários segmentos.

Visando desenvolvimento, CBB assina protocolo de intenções com BRB e governo do Distrito Federal (Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília)

“O objetivo da assinatura é dar continuidade aos trabalhos que visam definir o escopo das ações em conjunto que serão feitas pela Confederação Brasileira, Banco de Brasília (BRB) e Governo do Distrito Federal para criar a Cidade do Basquete, em Brasília (DF). O projeto será mais amplo do que simplesmente um patrocínio, dando condições para a criação do nosso próprio Centro de Treinamento”, comentou.

“Desde o plano de gestão da candidatura do Guy Peixoto Jr à presidência da CBB, tínhamos o sonho de criar a Cidade do Basquete e essa parceria tripartite vai permitir que isso seja alcançado. Além destas duas vertentes, esta união de forças vai ajudar na preparação dos selecionados nacionais de base e também auxiliará no desenvolvimento dos campeonatos de base, tanto de clubes, de uma forma mais ampla, como de seleções estaduais”, complementou o secretário-geral.

O projeto “Brasília Capital do Basquete” tem como base o patrocínio a duas equipes tradicionais, além dos selecionados nacionais, abarcando, desta forma, as principais vertentes do basquete profissional local e nacional. Para o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, o projeto é algo maior, um programa.

“É diferente porque envolve uma série de itens. Desde Brasília ser sede de treinos da seleção brasileira; o patrocínio aos times; envolvimento dos centros olímpicos e escolas públicas com o BRB; e o quarto pilar que é trazer eventos”, pontuou.

Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal, também falou sobre a iniciativa. “Brasília não surge agora no basquete, pois já tem uma história. E Brasília precisa do BRB, que tem um papel de fomento muito importante no Distrito Federal. Foi feito um estudo para eleger o esporte que poderia trazer destaque para Brasília e o basquete é uma modalidade que já tem identidade com a cidade: time local, time que já é querido pelos brasilienses, além da chegada da Confederação Brasileira, transformando a cidade na Capital Nacional do Basquete”.