Gazeta Esportiva

SÉRIE A - Volta do Brasileirão pode ser alento para saúde mental em meio ao isolamento

São Paulo, SP

21/08/20 | 01:28 - 21/08/20 | 13:22

unsplash.com

A volta do futebol no Brasil ainda é extremamente questionável, considerando que a pandemia está em franco crescimento em várias regiões do país e que os números estão estabilizados em um patamar muito alto. O tamanho do território nacional e as diferenças da evolução da Covid-19 nas diferentes áreas do país também põem em xeque a segurança de um campeonato das dimensões do Brasileirão.

No entanto, é inegável que o campeonato brasileiro pode cumprir um papel muito importante na saúde emocional da população, ajudando a amenizar os efeitos negativos da crise, servindo como uma válvula de escape neste momento pandêmico.

Qualquer momento de diversão e relaxamento é valioso em um período tão cheio de medos e preocupações. E esse papel o futebol cumpre muito bem, garantindo horas de esquecimento dos problemas do Brasil e do mundo. Para aqueles que costumavam acompanhar as notícias sobre a pandemia durante o dia inteiro, a volta do Brasileirão também pode ajudar a mudar o foco mental, diminuindo as emoções negativas.

O futebol também tem outros papéis importantes como alento para a saúde mental. O isolamento social trouxe mudanças abruptas na rotina de quase todos os brasileiros. Nesse momento, é importante contar com algumas coisas que lembram o mundo como era antes, ajudando a passar uma sensação de normalidade na vida. Em seus artigos no Guia de Bem-Estar, a psicóloga Sofia Vargas explica porque isso acontece: “Essa busca pela normalidade é comum em períodos como o que estamos vivendo, pois é uma das artimanhas da mente para manter a estabilidade emocional. A procura por estas situações provocou a aparição de vários fenômenos, como o aumento das compras impulsivas pela internet, pelo simples motivo de simular uma ida ao comércio”.

Vargas também lembra que o Brasileirão pode ajudar a mente por outro motivo, colaborando nas marcações de passagem de tempo. Durante o isolamento, muitas pessoas perderam completamente a rotina, afetando o sono, a qualidade de vida e as emoções. A periodicidade das partidas, nos meios e finais de semana, ajuda a recuperar o senso de temporalidade, principalmente para aqueles que torcem e acompanham todos os jogos de uma equipe. A manutenção da rotina é fundamental para a prevenção de transtornos, como o estresse, a ansiedade e a depressão.

No entanto, o mau planejamento das entidades em relação à Covid-19 pode gerar efeitos contrários, provocando desespero em quem percebe a disseminação da doença entre os jogadores. Mesmo com todos os protocolos anunciados e exigidos pela Confederação Brasileira de Futebol, continuam ocorrendo casos positivos para o coronavírus em atletas, o que provocou situações polêmicas e atrapalhadas, adiamento de partidas em cima da hora e times completamente desfalcados.

Deixe seu comentário