Jair Bolsonaro supera Fernando Haddad e vence eleição presidencial

São Paulo, SP

28-10-2018 19:41:01

Jair Messias Bolsonaro será o próximo presidente da República Federativa do Brasil. Oficializado como ganhador das eleições contra o petista Fernando Haddad neste domingo, o representante do PSL não tem qualquer proposta voltada ao esporte, embora conte com o apoio de alguns atletas.

Durante a campanha presidencial, nomes como Felipe Melo, Jadson e Lucas Moura declararam apoio a Bolsonaro. Assim como Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo. Na Seleção Brasileira de vôlei, Wallace e Maurício Souza causaram polêmica ao sinalizar o número 17. O pivô Nenê, do Houston Rockets, também se manifestou a favor do candidato.

A palavra "esporte", no entanto, não consta na proposta de governo de Jair Bolsonaro, documento de 81 páginas, disponível no site oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com a ideia de fundir alguns ministérios, o político do PSL poderia juntar as pastas de Esporte, Educação e Cultura.

Nascido no município paulista de Glicério, Bolsonaro é torcedor do Palmeiras – em novembro do ano passado, ele posou para foto ao lado do volante Felipe Melo nos vestiários do Allianz Parque. O político, no entanto, já vestiu várias outras camisas, como as do Flamengo, Vasco e Botafogo, entre outras.

Curiosamente, o próximo presidente do Brasil foi batizado em homenagem a Jair da Rosa Pinto, protagonista da Seleção na Copa do Mundo de 1950, com passagens por clubes como Vasco, Flamengo, Palmeiras, Santos e São Paulo. Ambos nasceram no mesmo dia do ano (21 de março).

Com 100% das urnas apuradas, Jair Messias Bolsonaro recebeu 55,13% dos votos válidos, enquanto Fernando Haddad ficou com 44,87%. Aos 63 anos de idade, o representante do PSL assume o poder efetivamente a partir de janeiro de 2019 e governa até 2022.


Deixe seu comentário