Superliga anuncia querer "remodelar" projeto diante das deserções

AFP - São Paulo,SP

20-04-2021 22:47:32

Os criadores da Superliga anunciaram nesta quarta-feira que iriam "reconsiderar os passos mais adequados para reformular o projeto" de uma competição privada que deveria competir com a Liga dos Campeões, diante das muitas desistências de clubes fundadores.

Os seis clubes ingleses inicialmente envolvidos nesta Superliga anunciaram na noite desta terça-feira a sua retirada deste projeto "por causa da pressão exercida sobre eles", acrescentou a organização "Super League" em um comunicado enviado à AFP apenas dois dias após o lançamento de sua iniciativa.

Manchester City, Manchester United, Liverpool, Chelsea, Arsenal e Tottenham, pressionados por torcedores e até pelo próprio governo britânico, anunciaram sua desistência nesta terça-feira, dois dias após o anúncio do novo torneio, que já não contava com a adesão de times alemães nem franceses.

Esta decisão supõe a suspensão do projeto, pelo menos por enquanto. Mas os promotores da Superliga, com sede na Espanha, se mostraram "convencidos" de que sua proposta "está em plena conformidade com o direito europeu" e reiteraram que o "status quo atual do futebol europeu precisa mudar".

A organização dissidente, presidida pelo todo-poderoso presidente do Real Madrid Florentino Pérez, não especifica em seu comunicado de que maneira pretende "remodelar" o projeto, nem indica se o fará em organismos como a Uefa ou à margem dela, como tentaram fazer.

Após a retirada dos clubes ingleses, apenas Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, Juventus, Milan e Inter de Milão permanecem no projeto, pelo menos por enquanto.

Deixe seu comentário