River Plate-URU recebe La U em busca de uma vaga no grupo do Palmeiras

São Paulo, SP

01-02-2016 20:00:21

La U tentará surpreender o adversário fora de casa e confirmar favoritismo (Foto: Universidad do Chile/Divulgação)
La U tentará surpreender o adversário fora de casa e confirmar favoritismo (Foto: Universidad do Chile/Divulgação)

River Plate e Universidad do Chile se enfrentam nesta terça-feira, às 22h45 (de Brasília), no estádio Saroldi, em Montevidéu, buscando uma vaga no Grupo 2 da Copa Libertadores da América. O classificado para a próxima fase cairá no mesmo grupo que o Palmeiras, Rosário Central e Nacional, do Uruguai.

Jogando em casa, o River Plate busca superar a tradição do adversário chileno para avançar na Libertadores. Com todo o favoritismo para o lado da Universidad do Chile, os uruguaios terão menos pressão pela conquista do resultado positivo. Já a La U tentará levar ao Chile um bom resultado para definir diante de sua torcida, no jogo de volta.

O River Plate garantiu vaga nesta edição da Libertadores através de sua campanha no Campeonato Uruguaio. A equipe do técnico Juan Ramón Carrasco terminou a competição em terceiro lugar, atrás de Peñarol e Nacional, o campeão.

Já a Universidad do Chile conquistou a vaga através do título da Copa do Chile. Diferentemente do Brasil, onde o clube campeão da Copa do Brasil já está automaticamente na fase de grupos da Libertadores, os chilenos ainda devem disputar a fase preliminar.

Atlético Huracán x Caracas – Outro confronto que acontece nesta terça-feira é entre os argentinos e venezuelanos. Às 19h45 o Atlético Huracán recebe o Caracas no estádio Tomás Adolfo Ducó, em Buenos Aires. Quem se classificar para a próxima fase cairá no Grupo 4, que conta com Atléico Nacional, Peñarol e Sporting Cristal.

Atual vice-campeão da Copa Sul-Americana, o Atlético Huracán busca repetir o sucesso da temporada passada, quando goleou o Alianza Lima, do Peru, e conseguiu avançar para a fase de grupos. Já o Caracas conquistou a última vaga dos venezuelanos para a competição e volta a disputar um torneio continental depois de um ano, quando teve atuação discreta na Copa Sul-Americana.

Deixe seu comentário