Futebol/Campeonato Brasileiro

Kelvin tem lesão grave e deve voltar aos gramados somente ano que vem

São Paulo , SP
09/06/2017 10:43:47 — 09/06/2017 10:49:07

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Vasco
Kelvin ficará de fora por, pelo menos, seis meses (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

É provável que o atacante Kevin volte a entrar em campo apenas no ano que vem. No último jogo do Vasco contra o Corinthians, em que a equipe carioca sofreu uma goleada de 5 a 2 no Campeonato Brasileiro, o jogador atuou apenas durante os primeiros quatro minutos do jogo, quando foi substituído por Manga Escobar, após uma queda feia. Os exames realizados nesta quinta-feira a noite, apontaram lesão no ligamento cruzado da perna esquerda, que o afastará dos gramados por, pelo menos, seis meses.

Após uma disputa por bola no alto, Kelvin voltou ao chão apoiando todo o peso do salto em sua perna esquerda. Durante o lance, o joelho flexionou para trás e o jogador ficou no gramado, chorando de dor.  A imagem foi semelhante a do incidente ocorrido com o sueco Ibrahimovic, durante uma partida pela Liga Europa contra o Anderlecht, em abril deste ano. O atleta do Manchester United ainda não voltou a jogar.

Leia mais:

Corinthians goleia o Vasco e assume liderança do Brasileirão 

Mateus Vital lamenta derrota, mas espera reação contra o Sport 

Emprestado ao Vasco pelo Porto até o final deste ano, Kelvin teve apenas 15 oportunidades pela equipe cruzmaltina, já que, quando chegou, ficou um tempo afastado dos gramados por conta de um incômodo no músculo posterior da perna. Ano passado, ele também passou por algumas dificuldades com lesões, enquanto atuava pela equipe do São Paulo. Em junho de 2016, o atacante, na época, tricolor estirou o músculo da coxa, desfalcando a equipe por um tempo.

Kelvin vinha ganhando uma boa sequência com o técnico Milton Mendes. Nas últimas quatro partidas, foi usado desde o início pelo treinador vascaíno.

Com necessidade de procedimento cirúrgico, a expectativa é de que o jogador opere o joelho até o final da semana que vem, para que o Vasco possa iniciar o trabalho de recuperação com o reforço. A preocupação maior para a diretoria do Vasco é de que o atleta nem volte a atuar com a camisa do clube carioca neste ano, já que seu contrato de empréstimo é válido somente até o final da temporada.