Gazeta Esportiva

Universidad de Chile nega que mãe de Montillo esteja internada com coronavírus

São Paulo, SP

14/04/20 | 14:05 - 14/04/20 | 14:16

O pai e o avô de Montillo faleceram por conta do novo coronavírus (Foto: Divulgação/Universidad de Chile)

Uma semana depois das mortes do pai e do avô de Montillo por conta da covid-19, o jornal Olé publicou que Marta Montillo, mãe do meia, testou positivo para a doença e está internada. Nesta terça-feira, data em que o atleta completa 36 anos, a Universidad de Chile afirmou que entrou em contato com o jogador e negou a informação do periódico argentino.

De acordo com o Olé, Marta teria testado positivo para a doença, mas encontraria-se assintomática e em bom estado de saúde. O diagnóstico teria sido confirmado pela prefeitura de Lanús, que foi encarregada de passar tranquilidade para a família a respeito do quadro de saúde da paciente.

Em publicação nas redes sociais, a Universidad de Chile garantiu que a mãe de Montillo está em casa, saudável, sem sintomas de coronavírus e nos últimos dias de quarentena preventiva devido ao contato com Walter e Oscar, pai e avô do atleta argentino que faleceram por conta da covid-19.

Oscar, de 91 anos, foi o primeiro familiar do jogador argentino a morrer por conta da doença que vem assolando todo o mundo. Alguns dias depois, Walter, que tinha doenças preexistentes, também foi vítima do novo coronavírus.

A situação gerou grande comoção entre os clubes que Montillo defendeu. Cruzeiro, Santos, Botafogo e Universidad de Chile mandaram forças após o falecimento do pai do meia.

Deixe seu comentário