Time da 1ª divisão da China se dissolve por conta de dívidas

AFP - São Paulo,SP

24-05-2022 12:23:41

O clube Chongqing Liangjiang Athletic, da primeira divisão da China, anunciou nesta terça-feira sua dissolução por conta de dívidas, se tornando a última equipe até o momento a se retirar do Campeonato Chinês.

"Com grande pesar decidimos nos retirar do campeonato da China de futebol profissional e, como consequência, dissolver a equipe", indicou o clube.

O Chongqing Liangjiang Athletic, que chegou a ser treinado pelo técnico holandês Jordi Cruyff (2018-2019) e foi representado dentro de campo pelo atacante brasileiro Alan Kardec, desapareceu apenas dez dias antes do início do Campeonato Chinês, em 3 de junho.

Trata-se de um novo duro golpe em termos de credibilidade para o futebol chinês, enquanto o presidente da China, Xi Jinping, tenta fazer do país uma "potência mundial" capaz de organizar e ganhar uma Copa do Mundo.

Vários clubes endividados da Super League (primeira divisão chinesa) desapareceram nos últimos anos, como o Jiangsu Suning, campeão nacional em 2020.

As repercussões da pandemia de covid-19 e o modelo de desenvolvimento do futebol chinês estão por trás da situação financeira do Chongqing Liangjiang Athletic.

As tentativas de reforma da estrutura acionária fracassaram, o que levou ao congelamento de suas contas e a "enormes dificuldades" para os funcionários, explica o clube.

Segundo a imprensa chinesa, em seis anos, os proprietários investiram 3 bilhões de yuans (R$ 2,1 bilhões) na equipe, localizada na cidade de Chongqing, que conta com 32 milhões de habitantes.

Desde o início da pandemia, a China cancelou ou adiou quase  todos os grandes eventos esportivos organizados em seu território, especialmente os internacionais, com a exceção dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos em fevereiro e março, em Pequim.

A Super League de futebol deverá acontecer em estádios vazios e em campo neutro, devido às restrições por conta da covid-19.

Deixe seu comentário