Rafinha desaprova maneira que tecnologia foi usada no Mundial de Clubes

São Paulo, SP

16/12/16 | 12:45

Brasileiro opinou sobre uso de vídeo no Mundial - Foto: Josep Lago/AFP
Brasileiro opinou sobre uso de vídeo no Mundial - Foto: Josep Lago/AFP

As primeiras ocasiões em que o assistente de vídeo foi usado em uma competição da Fifa, no Mundial de Clubes, vem dividindo opiniões entre os envolvidos e afetados com a nova ferramenta, como jogadores e técnicos. Enquanto há quem apoie a medida, também existem posicionamentos contra seu uso. O mais recente a se pronunciar com tom de desagrado sobre o recurso foi o brasileiro Rafinha Alcântara, do Barcelona.

"Para mim, futebol não é tecnologia. Obviamente que, se isso ajuda o árbitro, ótimo, mas desde que não pare com o jogo. No momento que isso acontecer, irá ficar igual o futebol americano", comentou Rafinha em entrevista ao Marca, lembrando que as paradas durante um jogo de futebol americano são comuns, para que as jogadas sejam revistas no vídeo.

A insatisfação do brasileiro não ficou apenas em um assunto, e ele também demonstrou não ter concordado com o prêmio da Bola de Ouro dado a Cristiano Ronaldo, argumentando que Messi, seu companheiro de time, devia ter vencido.

"Creio que a Bola de Ouro é um prêmio para o melhor jogador do mundo, e o melhor jogador do mundo é Lionel Messi", declarou.

Deixe seu comentário