Combate ao preconceito será tema de painel na BFExpo 2022

São Paulo, SP

10/08/22 | 11:38

A 2ª edição da Brasil Futebol Expo, o maior evento sobre educação, negócios e entretenimento da América Latina, terá um painel exclusivo para discutir ações de combate ao preconceito dentro dos estádios brasileiros. O curso vai reunir membros do Poder Judiciário e representantes de públicos que, até hoje, são vítimas de crimes como racismo, homofobia e assédio sexual.

Promovida pela CBF entre os dias 4 e 8 de setembro no Pró Magno Centro de Eventos, em São Paulo, a BFExpo 22 vai reunir mais de 200 palestrantes em cerca de 70 cursos das mais diversas áreas que envolvem o futebol. Serão mais de nove mil vagas para congressistas que terão a oportunidade de aprimorar conhecimentos com profissionais do Brasil e do exterior, em diversas áreas que envolvem o ecossistema do futebol não apenas dentro do campo, mas também em Marketing, Comunicação, Direito, Medicina, Gestão Esportiva, entre outras.

O painel “Ofensas preconceituosas realizadas nas arenas – Responsabilidade desportiva e penal especial” acontece no dia 7 de setembro, às 13h, e será dividido em duas partes. A primeira, terá a participação de quatro membros do Judiciário que discutirão o que a Justiça tem feito e como ela pode avançar nas punições ao preconceito.


Estarão presentes Eduardo Vargas, presidente da Comissão de Direito Desportivo e membro relator da Comissão de Igualdade Racial da OAB/PR; Leonardo Pacheco, desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região; Mario Ramidoff, desembargador do TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná); e Maurício Neves Fonseca, vice-presidente administrativo do pleno do STJD (Superior Tribuna de Justiça Desportiva).

Logo em seguida, o painel receberá pessoas que já sofreram ou que ainda sofrem preconceito para compartilhar experiências e discutir sobre como a comunidade do futebol e a sociedade em geral precisam extinguir comportamentos preconceituosos.

Participarão das discussões Carlos Renan dos Santos Evaldt, presidente da Ligay, a liga amadora de futebol que reúne clubes da comunidade LGBTQIAP+; Fernanda Dias Coelho, CEO e fundadora do “Deixa Ela Jogar”; Grafite, ex-jogador de futebol e comentarista do Grupo Globo; Igor Benevenuto, árbitro da CBF e VAR FIFA; e Marcelo Medeiros Carvalho, diretor executivo do Observatório da Discriminação Racial no Futebol.

As inscrições para o painel “Ofensas preconceituosas realizadas nas arenas – Responsabilidade desportiva e penal especial” já estão abertas. Para garantir sua presença basta acessar o site da BFExpo e efetuar a compra. As vagas são limitadas.

Deixe seu comentário