Promessa que deu certo

Leitura: 8 minutos

Promessa que deu certo

Cria da base do Timão, Malcom relata melhor fase de sua carreira no futebol francês, destaca amizade com corintianos e desconversa sobre especulações de gigantes europeus.

Lucas Sarti e Victoria Leite - São Paulo, SP 5 de maio de 2017 10:00:42
 

A base do Corinthians tem sido berço de grandes promessas nos últimos anos. Com 50% do elenco composto por jogadores vindos do antigo Terrão, a categoria tem chamado a atenção de grandes clubes brasileiros e europeus. Um exemplo recente, que já é realidade e tem dado muito certo no Velho Continente, é o atacante Malcom. Em alta, o brasileiro foi vendido ao Bordeaux após a conquista do Brasileirão de 2015, onde se deparou com uma realidade completamente diferente. Depois de um tempo amargando o banco de reservas, o jogador teve seu potencial reconhecido e passou a ser uma das estrelas do time francês, despertando olhares de clubes ainda mais renomados na Europa.

Há pouco mais de um ano no futebol europeu, Malcom já alcançou números melhores do que os apresentados no time alvinegro. Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, o atacante revelou detalhes de sua adaptação, falou sobre sua amizade com os corintianos Pablo e Guilherme Arana e seu desejo de se manter em alto nível na Europa.

Um dos principais nomes do elenco hexacampeão brasileiro, Malcom chegou a 10 gols em 73 jogos com a camisa do Corinthians. Já em seu atual clube, o jogador bateu a mesma marca em apenas 54 partidas. Quem lembra do jovem atuando no Timão, quase não reconhece o artilheiro do Bordeaux no Campeonato Francês. Com maior porte físico e cheio de tatuagens, o atleta revelou que o bom rendimento vem da vontade em se adaptar rapidamente ao jogo dos franceses.

“O pessoal até tomou um susto, porque eu cheguei com uma mentalidade de que aprenderia logo o francês. Coloquei na minha cabeça que se não aprendesse a língua, não conseguiria me comunicar com os meus companheiros. Com quatro meses e meio de estudo, já estava entendendo tudo e hoje já me comunico com todos”, disse, chegando a comparar sua maneira de jogar no Brasil, com a forma como atua hoje. “Na parte do jogo, mudou um pouco, pois no Brasil eu tinha uns cinco ou seis segundos para tocar a bola. Aqui, eu preciso de dois ou três segundos para tocar rápido, de repente tentar algum drible ou uma passada adversária”, acrescentou.

Malcom foi um dos jogadores que deixou o time paulista após o título brasileiro de 2015, época que ficou marcada pelo desmanche do elenco campeão. Ele foi vendido por aproximadamente cinco milhões de euros (cerca de 21 milhões de reais, na época) e o Alvinegro ainda conta com parte de 50% dos direitos econômicos do atacante. Avaliado atualmente em 10 milhões de euros (cerca de 34 milhões de reais), o jovem está no radar de alguns gigantes do futebol europeu, como Manchester United e Roma, e pode movimentar a próxima janela de transferência. Isto, porém, não afeta o desempenho do atleta.

“Mesmo quando estava no Corinthians estas especulações já aconteciam. Tenho a cabeça tranquila quanto a isso. Estou com um pensamento focado para dentro de campo e deixo para o meu empresário e minha família cuidarem. Depois, quem sabe, se surgir uma proposta eu pense em sair, mas agora é jogar futebol”, afirmou.

Os amigos Malcom e Guilherme Arana jogaram juntos no Timão em 2015 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Ligação com o Corinthians 

Comandando o ataque do time francês na briga por uma vaga na Liga Europa, o nome do jogador voltou a ser relacionado ao Corinthians, já que Malcom pode ser importante na possível compra do zagueiro Pablo pelo clube paulista. O defensor pertence ao Bordeaux e chegou ao Timão por empréstimo de um ano no início da temporada. Antes da vinda para o Brasil, Pablo foi um dos companheiros de Malcom na França. O jovem atacante revelou apreço pelo camisa 3 alvinegro e afirmou que o colega é um dos melhores jogadores do atual elenco.

“Quando eu cheguei no ano passado, a primeira pessoa que veio falar comigo foi o Pablo. Nós criamos uma amizade muito boa. Ele não estava sendo muito utilizado e recebeu a proposta do Corinthians, então veio me perguntar como era o clube. Eu disse que seria uma ótima escolha ir para lá, porque encontraria ótimas pessoas e grandes profissionais com os quais já trabalhei. Como ele é muito profissional, sabia que se daria bem no Corinthians, hoje é o segundo melhor jogador, na minha opinião. Estou muito feliz por ele”, relatou.

Pablo não é o único jogador do Corinthians com o qual Malcom mantém relação mais estreita. Ex-companheiro de um dos destaques do time de Fabio Carille, o atacante revelou forte amizade com o lateral Guilherme Arana, que também vem chamando a atenção de grandes clubes por conta de seu ótimo rendimento em campo.

Além de terem atuado na mesma época pelas categorias de base, os jogadores levantaram juntos o caneco em 2015. Segundo Malcom, o defensor é um de seus amigos de infância e guarda um ótimo futuro pela frente. “Eu e Arana nos falamos até hoje. Acompanho todos os jogos do Corinthians daqui. Para mim, ele é o principal jogador do time. Fico muito feliz por ele justamente por sermos amigos. Tem muita gente que diz que não existe amizade no futebol, que não é o meu caso com ele. As nossas famílias estão sempre juntas. Eu estou no meu melhor momento e ele no dele”, exaltou.

Projetos futuros 

Desde os tempos de Corinthians, Malcom nutria o sonho de atuar por um clube europeu. Realizado, o brasileiro afirmou que sente vontade de voltar ao Brasil antes de se aposentar. “Eu penso em voltar para encerrar minha carreira. Meu objetivo é jogar sempre em alto nível na Europa. Aqui meu futebol é muito mais visto”, disse.

Frequentemente relacionado às convocações para a Seleção de base, Malcom ressaltou sua vontade em trabalhar novamente com o técnico Tite, agora, pela Amarelinha. “Todos os jogadores sonham em ir para a Seleção e em ser um jogador internacional. Estou muito tranquilo. Sei que têm atletas de alto nível na minha frente e estou trabalhando o máximo para isso. Se o Tite me chamar um dia, estarei preparado para encarar”, finalizou.

Publicado em 5 de maio de 2017 10:00:42

Mais especiais
Veja mais artigos interessantes que fizemos