Atletismo/São Silvestre

Em 5º lugar, melhor brasileiro dedica “vitória” a sobrinho falecido

William Correia - São Paulo, SP - Brasil
31/12/2014 11:04:00

Em: Atletismo, Corrida Internacional de São Silvestre

Em 2014, Giovani dos Santos foi pela terceira vez consecutiva o melhor brasileiro da São Silvestre. A quinta colocação, mesmo sendo uma abaixo da quarta posição que ele atingiu em 2010, 2012 e 2013, foi uma vitória para o corredor, que chorou ao atravessar a linha de chegada, recordando seu maior incentivo: a lembrança do sobrinho Alisson, falecido na sexta-feira.

“Ainda não pude falar com minha família. Mas foi emocionante porque perdi um sobrinho na sexta-feira e essa quinta colocação dedico a ele. Fiquei muito emocionado. Não pude ir ao velório dele, mas falei que dedicaria a ele. Graças a Deus, consegui dedicar essa colocação a ele. Para mim, é uma vitória”, disse Giovani à Gazeta Esportiva.

A lembrança de Alisson aumentou a concentração do melhor brasileiro na 90ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre. “Pensei nele durante a corrida. Em todo momento, pensei que ia chegar e dedicar o resultado, fiquei pedindo para ele me dar força. Consegui. Essa é para você, Alisson”, disse, buscando retomar fôlego entre lágrimas.

Giovani dos Santos foi o melhor brasileiro da São Silvestre pelo terceiro ano seguido
Giovani dos Santos foi o melhor brasileiro da São Silvestre pelo terceiro ano seguido – Credito: Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O incentivo da torcida também serviu para ajudar Giovani, que, logo depois de receber sua medalha, viu muitos corredores, amadores e profissionais, lhe pedirem fotos. Pegou celulares dos cadeirantes campeões neste ano para registrar sua imagem ao lado deles. O brasileiro tem um dia de celebridade.

“Isso é importante. Não corro só por mim, corro pela torcida também. Foi uma emoção muito grande, o pessoal gritando e pude fazer o meu melhor. Foi uma chegada emocionante, a mais importante do ano. Senti um pouco, mas consegui ser o quinto colocado”, vibrou Giovani, que simulou o movimento de um avião ao terminar a prova sob os gritos da torcida que o esperava na avenida Paulista.

[gad-samba:[idmidia=8736,tipo=video,width=620,height=349]]

Veja os resultados da 90ª edição da São Silvestre:

Masculino

1: Dawit Admasu (Etiópia) – 45min04s
2: Stanley Koech (Quênia) – 45min05s
3: Fabiano Naasi (Tanzânia) – 45min10s
4: Mark Korir (Quênia) – 45min19s
5: Giovani dos Santos (Brasil) – 45min22s
6: Cybrian Kimurgor Kotut (Quênia) – 45min27s
7: Damião Ancelmo de Souza (Brasil) – 46min10s
8: Joseph Tiophil Panga (Tanzânia) – 46min27s
9: Tariku Bekele (Etiópia) – 46min30s
10: Ederson Vilela Pereira (Brasil) – 46min37s

Feminino

1: Ymer Wude Ayalew (Etiópia) – 50min43s
2: Netsanet Gudeta Kebede (Etiópia) – 50min46s
3: Priscah Jeptoo (Quênia) – 51min29s
4: Feyse Tadese Boru (Etiópia) – 52min31s
5: Delvine Relin Meringor (Quênia) – 52min34s
6: Nancy Jepkosgei Kipron (Quênia) – 52min50s
7: Failuna Abdi Matanga (Tanzânia) – 53min15s
8: Joziane da Silva Cardoso (Brasil) – 53min18s
9: Sueli Pereira da Silva (Brasil) – 53min36s
10: Layesh Tsige Abebaw (Etiópia) – 54min07s