Gazeta Esportiva

Toni Kroos critica seleções após desistência do uso braçadeira na Copa

São Paulo, SP

22/11/22 | 09:04 - 22/11/22 | 09:05

O meio-campista do Real Madrid, Toni Kroos foi às suas redes sociais e se manifestou quanto ao polêmico caso das braçadeiras a favor da inclusão na Copa do Mundo do Catar. Nesta segunda-feira, sete seleções europeias anunciaram que desistiram de utilizar a faixa de capitão com mensagem contra o preconceito, principalmente contra pessoas LGBTQIA+, por conta de riscos de punição dentro de campo.

O jogador alemão recordou uma antiga declaração sua no qual afirmou que jogadores são "marionetes da Fifa e da Uefa". Em seu Twitter, ele complementou dizendo: "E não só os jogadores...".

Campeão pela Alemanha no Mundial de 2014, Kroos anunciou sua aposentadoria da seleção nacional em 2021 e, portanto, não participará da competição neste ano. O atleta frequentemente se pronuncia sobre causas sociais e, recentemente, já se mostrou contrário à realização da Copa no Catar.

O Catar, sede da Copa do Mundo de 2022, é alvo de críticas históricas em relação a problemas de direitos humanos, como nos casos de direitos das mulheres e do público LGBTQIA+. Como exemplo, o Código Penal do país proíbe a relação homoafetiva, com pena que pode chegar ao apedrejamento.

Faixa que seria utilizada por sete seleções europeias na Copa do Catar. (Foto: Divulgação)

Deixe seu comentário