Gazeta Esportiva

Técnico de Portugal explica lesão de Danilo Pereira e projeta confronto contra Uruguai, algoz em 2018

São Paulo, SP

27/11/22 | 13:58

A seleção portuguesa entra em campo nesta segunda-feira para seu maior desafio na fase de grupos da Copa do Mundo do Catar, diante do Uruguai, a partir das 16h (de Brasília), no estádio Lusail. O técnico Fernando Santos tem uma baixa confirmada, o zagueiro Danilo, que se lesionou no treino - foram três costelas quebradas.

"Pepe vai jogar amanhã (segunda), não haverá problemas. Sobre o Danilo, foi um lance que ninguém percebeu, quando estávamos trabalhando bolas paradas defensivas. Na primeira imagem, não pareceu nada preocupante, apesar de ter tido dificuldades de respiração. Foi ao hospital ver o que se passava, mas não sou médico, temos de esperar. É uma baixa, se pudermos contar ainda com ele, melhor, mas temos três zagueiros", disse o técnico em coletiva neste domingo.

Além dele, Nuno Mendes (em recuperação de lesão) e Otávio (desconforto na coxa após a estreia) são dúvida para o duelo. Os uruguaios apenas empataram em sua estreia no Catar, mas, como sempre, o passado veio à tona: há quatro anos, na Rússia, eles foram os algozes de Portugal nas oitavas de final. No entanto, Santos minimizou.

"Cavani e Suárez tinham cinco anos a menos, era uma grande equipe, tal como agora também. Valores emergentes, muitos deles estiveram no Mundial. A matriz de jogo, mesmo com a saída do técnico, não mudou assim tanto. Tinha jogadores mais potentes, a evoluir em 4-4-2. É uma equipe muito forte em termos de qualidade técnica, que sabe muito bem o que quer nos momentos do jogo, que joga bem em ataque rápido e coloca muito bem a bola nas costas dos adversários", falou sobre o assunto.

"Temos de ter muita atenção, porque também chama os adversários com posse e pressiona muito forte. Deixa que o adversário se embale e adormeça, para poder apertar forte. Em 2018 ganhou, mas podia ter perdido. Vai ser um grande jogo novamente", finalizou.

Deixe seu comentário