Gazeta Esportiva

Patrocinadora da Dinamarca oculta logo em camisa da Copa do Mundo em forma de protesto

AFP - São Paulo,SP

29/09/22 | 08:29

A marca esportiva dinamarquesa Hummel, patrocinadora da seleção da Dinamarca, alterou significativamente a visualização de seu logotipo na camisa que será utilizada pela equipe na Copa do Mundo de 2022 como forma de protesto ao Catar, segundo anúncio feito nesta quarta-feira.

Seja na tradicional blusa vermelha, preta ou branca, o logo vai aparecer da mesma cor das camisas, quase que de forma imperceptível.

"Não queremos ser visíveis em um torneio que custou a vida de milhares de pessoas", disse a marca em uma publicação no Instagram, em referência ao balanço de mortes em obras para a Copa do Mundo.

A ideia é passar uma dupla mensagem: a de protesto contra o país sede do Mundial e uma homenagem à Eurocopa de 1992, ano do título mais importante da história da Dinamarca.

As camisas de treino da seleção dinamarquesa também vão trazer “mensagens críticas”, acrescentou a empresa. Dois dos patrocinadores (Danske Spil e Arbejdernes Landsbank) concordaram com as alterações.

Denunciado por diferentes organizações, o Catar tem sido alvo de críticas por descaso aos direitos dos trabalhadores, sobretudo de imigrantes. Doha, por sua vez, repudiou veemente as acusações.

À medida que o torneio se aproxima, patrocinadores e marcas adotam posições mais ou menos incisivas, dependendo do país.

Deixe seu comentário