Gazeta Esportiva

Herói do México, Ochoa comemora defesa de pênalti e justifica boas atuações: "Trabalho e confiança"

São Paulo, SP

22/11/22 | 15:45

O México ficou muito perto de perder em sua estreia na Copa do Mundo ao enfrentar a Polônia, mas contou com o brilho de Guillermo Ochoa para ficar com empate. Apesar dos mexicanos serem superiores durante toda a partida, o goleiro teve que salvar a equipe ao defender um pênalti batido por Robert Lewandowski.

Em sua quinta Copa do Mundo, Ochoa segue defendendo em alto nível. Conhecido por grandes defesas no Mundial, o goleiro apresentou um bom desempenho e foi essencial para o empate. No segundo tempo do confronto, o jogador do América, do México, se jogou em seu canto esquerdo para impedir que Lewandowski, um dos melhores atacantes do mundo, colocasse a Polônia à frente no placar.

"A vida me deu esse momento, essa lembrança maravilhosa que eu vou poder guardar para sempre, que fica para minha família, pros torcedores do México. E é claro, desde criança a gente quando sonha em jogar futebol, sonha com copas do mundo, sonha em fazer história e isso é um passo desse tipo. Mas é claro que tudo é em grupo. Eu gostaria sempre de contribuir nesse sentido", comentou o herói da partida.

Ochoa comemorou a defesa e exaltou todo o trabalho feito para chegar neste nível. O goleiro relembrou de vezes que sua profissão prejudicou sua vida pessoal e disse que as chaves para este tipo de lance são "trabalho e confiança".

"Muita coisa por trás que não aparecem evidentemente assim que a gente dia a dia, do cotidiano desse trabalho. Uma dedicação muito grande, muito tempo investido nessa dedicação, às vezes eu não pude ser um pai excelente, não pude estar presente em todas as atividades dos meus filhos, fico devendo, claro que a minha família se sacrifica para que eu possa me dedicar cem por cento ao futebol, isso é um trabalho que a gente faz, o trabalho visível. Não é fácil manter uma regularidade durante tantos anos e essa é a chave. Trabalho e confiança", explicou o mexicano.

"Claro que eu trabalhei muito. Eu fiz um trabalho longo com o Gustavo Pinheiro já há muito tempo e a vida é assim, é uma surpresa. Fazia um tempo que eu não pegava um pênalti e eu consegui fazer isso logo hoje. Então para mim é algo maravilhoso, eu fico muito feliz com isso", disse.

Guillermo Ochoa comentou sobre o resultado e demonstrou otimismo em relação ao desempenho da seleção mexicana. Para ele, se continuarem jogando assim, "vão longe".

"Acho que nós nos esforçamos muito, queríamos os três pontos e é preciso ver o lado positivo. Conseguimos pelo menos um ponto e os jogos são sempre muito difíceis, cheios de surpresas e esse é o caminho que temos que seguir. Nós jogando assim, vamos bem, vamos longe"

O México volta a campo neste sábado, às 16h (de Brasília), para enfrentar a Argentina. Os sul-americanos sofreram uma dura derrota por 2 a 1, de virada, contra a Arábia Saudita e assumiram a lanterna do Grupo C. Com um ponto, os mexicanos estão empatados com a Polônia, mas ficam na terceira posição por terem acumulado mais cartões amarelos.

Deixe seu comentário