Gazeta Esportiva

Espanha não permite finalizações da Costa Rica e completa mais de mil passes; veja números

São Paulo, SP

23/11/22 | 17:16 - 23/11/22 | 17:36

Já ouviu falar na frase "a melhor defesa é o ataque" no futebol? É possível concordar ou discordar, mas o fato é que a frase foi posta em prática pela Espanha na goleada por 7 a 0 contra a Costa Rica, nesta quarta-feira, na Copa do Mundo do Catar.

Isso porque a Espanha dominou a posse de bola e não permitiu que a Costa Rica finalizasse durante toda a partida. A seleção espanhola ficou com a bola em 71% do tempo, enquanto o adversário só manteve a posse em 18% (os outros 11% estavam em disputa).

A notícia de que os espanhóis dominaram a posse da bola não é uma surpresa. Faz parte do modo da equipe jogar e o técnico Luis Enrique dá sequência à filosofia ensinada desde as categorias de base. Entretanto, essa estatística não garante a vitória, se o time não souber como transformá-la em chances de gol.


O jogador com mais passes na partida foi o zagueiro Aymeric Laporte, com 148 tentativas. No ataque, Dani Olmo foi quem mais realizou cruzamentos, com sete, enquanto Marco Asensio chutou cinco vezes, mais do que qualquer outro atleta na partida.

 

Outra marca alcançada pela seleção espanhola na vitória elástica contra a Costa Rica foi o fim do tabu em estreias de Copa do Mundo. Nas últimas quatro edições, ou seja, nos últimos 16 anos, a Espanha não vencia o primeiro jogo do Mundial.

Os espanhóis começaram com tudo na Copa do Mundo e viram a principal desafiante do Grupo E, Alemanha, tropeçar contra o Japão, na derrota contra 2 a 1. O próximo desafio será justamente o confronto direto com os alemães, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Estádio Al Bayt.

Deixe seu comentário