Gazeta Esportiva

Copa do Mundo do Catar é a primeira desde 1994 sem seleções com 100% na primeira fase

São Paulo, SP

02/12/22 | 21:59

A fase de grupos da Copa do Mundo do Catar chegou ao fim nesta sexta-feira e o mundo conheceu todos os 16 times classificados para as oitavas de final. Marcada por zebras e emoção até o final, a primeira fase do Mundial foi a primeira desde 1994 que nenhuma seleção terminou com 100% de aproveitamento.

Com diversas surpresas durante a primeira fase, a Copa do Catar se juntou a outras três edições em que nenhuma equipe conseguiu sair intacta do seu grupo. Curiosamente, nas únicas vezes em que ninguém venceu seus três primeiros confrontos no torneio, o Brasil se consagrou campeão, em 1958, 1962 e 1994.

As zebras no Catar

A primeira rodada no Catar já proporcionou diversas emoções aos amantes do futebol. Logo de cara, a desacreditada Arábia Saudita virou sobre a Argentina e deu uma prévia do que seria a primeira fase.

Um dia depois, foi a vez da Alemanha perder para o Japão, também de virada, por 2 a 1. Os japoneses, porém, não sairiam ilesos. Na segunda rodada foram derrotados para a Costa Rica, que pouco antes havia sido atropelada pela Espanha, perdendo por 7 a 0. Os asiáticos não pararam por aí e proporcionaram mais uma zebra, dessa vez ao virarem sobre os espanhóis, até então líderes do grupo.

A Bélgica venceu em sua estreia, mas logo depois perdeu para o Marrocos, por 2 a 0, uma derrota que futuramente lhe custaria a classificação. A França também não ficou de fora e perdeu para a Tunísia, com seu gol de empate anulado. Por fim, quando tudo parecia definido na última rodada do Grupo H, a Coreia do Sul conseguiu uma virada sobre Portugal e arrancou a vaga que seria do Uruguai.


Classificados para as oitavas

No Grupo A, os anfitriões cataris não conseguiram demonstrar bom futebol e ficaram na lanterna, sem pontos. O Equador passou perto, mas a derrota contra Senegal deu a vaga para os africanos. A Holanda ficou invicta e terminou em primeiro.

O Grupo B não teve muitas surpresas. Inglaterra e Estados Unidos se classificaram sem nenhuma derrota. A Argentina, por sua vez, perdeu na estreia, mas se recuperou, se classificando ao lado da Polônia pelo Grupo C. A França passou com tranquilidade e ficou com os mesmos seis pontos que a Austrália, classificada em segundo.

O Japão surpreendeu muita gente com as vitórias sobre Alemanha e Espanha, passando na primeira colocação. Os espanhóis vieram logo atrás. Marrocos também se saiu bem e passou para as oitavas seguido pela Croácia. A Bélgica, porém, empatou com os croatas na última rodada e ficou pelo caminho.

No grupo do Brasil não houve surpresa quanto a classificação da seleção comandada por Tite. A Suíça passou perto de ficar de fora, mas venceu a Sérvia e também garantiu a vaga. Portugal tomou um susto na primeira rodada, mas se recuperou e garantiu a classificação. A segunda vaga seria do Uruguai, mas a vitória da Coreia do Sul no confronto contra os portugueses a classificou para a próxima fase.

O posto de melhor ataque da primeira fase ficou dividido entre Espanha e Inglaterra, ambos com nove gols marcados. Ambas as equipes estrearam na Copa do Mundo com uma goleada. Os espanhóis marcaram sete vezes contra a Costa Rica, enquanto os ingleses venceram o Irã por 6 a 2. O pior ataque ficou ainda mais repartido: Catar, Tunísia, País de Gales e Dinamarca balançaram as redes apenas uma vez.


No quesito melhor defesa, o Brasil quase ficou sozinho na liderança, mas o gol sofrido contra Camarões fez com a Seleção empatasse com Marrocos, Croácia, Estados Unidos, Tunísia e Holanda. A Costa Rica ficou isolada com o posto de equipe que mais levou gols. Os costa-riquenhos foram vazados 11 vezes nas três partidas.

Artilheiros e garçons

Os jogadores que mais balançaram as redes marcaram três gols. Dos cinco que alcançaram esta marca, apenas um não atuará mais neste Mundial. Enner Valencia, do Equador, não terá outras chances para liderar a lista, já que sua equipe foi eliminada.

Marcus Rashford, da Inglaterra, fez um golaço de falta na última rodada que, somado com seu outro tento na partida, o colocou no topo entre os artilheiros. Mbappé também marcou três vezes, duas no mesmo jogo, e divide a liderança. Álvaro Morata, da Espanha, também está no topo da lista. Por fim, o holandês Cody Gakpo é o único meia entre os jogadores que mais marcaram.

Assim como Gakpo é um meia que faz gols como um jogador mais avançado, Harry Kane, da Inglaterra, é um atacante que dá assistências como um armador. O capitão inglês presenteou seus companheiros com um passe para gol três vezes e se isolou na liderança da lista.

Alemanha "melhora" e Bélgica despenca em relação a 2018

Apesar da eliminação tratada como vexatória pela imprensa alemã, a Alemanha obteve uma melhora em sua posição final em comparação com a Copa do Mundo de 2018, disputada na Rússia. A equipe terminou o Mundial em solo russo também na primeira fase ao conseguir apenas uma vitória.

O desempenho ruim fez com que os alemães ficassem na 22ª colocação na classificação geral da edição, atrás de equipes como Senegal, Irã, Peru e Nigéria. No Catar, porém, as coisas foram "melhores". A Alemanha também foi eliminada, mas teve o melhor desempenho entre as seleções que caíram na primeira fase.

A Bélgica, por sua vez, despencou na classificação geral. Em 2018, os belgas fizeram um grande Mundial, eliminando inclusive a Seleção Brasileira, mas caíram na semifinal. Ao derrotarem a Inglaterra por 2 a 0 na disputa pelo terceiro lugar, conseguiram a posição mais baixa do pódio.

A queda precoce no Catar resultou em uma perda de 20 posições na classificação. Os quatro pontos marcados renderam uma humilde 23ª colocação para a Bélgica.

Confira a classificação da Copa do Mundo do 17º ao 32º lugar:

17º - Alemanha
18º - Equador
19º - Camarões
20º - Uruguai
21º - Tunísia
22º - México
23º - Bélgica
24º - Gana
25º - Arábia Saudita
26º - Irã
27º - Costa Rica
28º - Dinamarca
29º - Sérvia
30º - País de Gales
31º - Canadá
32º - Catar


Deixe seu comentário