Cristiano Ronaldo elogia seleção da Holanda antes de final

São Paulo , SP
08/06/2019 10:48:08 — 08/06/2019 10:49:41

Em: Futebol, Futebol Internacional, Holanda, Liga das Nações, Portugal

Cristiano Ronaldo se prepara para disputar sua terceira final com a camisa de Portugal. Neste domingo, a seleção lusitana irá encarar a Holanda às 15h45 (de Brasília), no Estádio do Dragão, na cidade do Porto, em jogo que decidirá a primeira edição da Liga das Nações da Uefa. Em entrevista ao site oficial da entidade maior do futebol europeu, o camisa sete tratou elogiar os adversários.

“A Holanda é uma excelente equipe e tem jogado bastante bem. Tenho visto alguns dos últimos jogos e tem uma excelente seleção, com grandes jogadores, uns mais jovens, outros mais experientes, o que a torna ainda mais forte. Sabemos que vai ser um adversário bastante difícil, mas tanto Portugal como a Holanda querem fazer um grande jogo e espero que Portugal possa ganhar. Sabemos que vai ser complicado, mas as finais são mesmo assim”, apontou.

Para o atacante da Juventus, defender a seleção nacional é algo diferente, que não pode ser encontrado nos clubes. Em campo, o craque, nascido na Ilha da Madeira, defenderá suas origens.

“Quando visto a camisa da seleção para mim é um orgulho enorme e uma sensação diferente do que é jogar nos clubes. É o nosso país, a minha família é portuguesa, os meus amigos são portugueses. Cresci em Portugal, por isso é especial vestir essa camisa. E, obviamente, havendo troféus em disputa, ainda se torna mais especial. Assim foi com a Euro 2004, com a Euro 2016 e agora com esta competição”, disse.

Cristiano completou 34 anos de idade no último mês de fevereiro, mas segue atuando em seu mais alto nível. A prova foi a atuação diante da Suíça, nas semifinais, em que o camisa sete marcou três gols. Segundo o jogador, o segredo para seguir desafiando a idade está na preparação.

“O segredo está na minha preparação e na minha ética de trabalho, visto que ainda me sinto bem, independentemente de ter 34 anos. O importante também é a cabeça, sentir-me motivado, contente e seguir o meu caminho como jogador. Acho que ainda tenho muito para dar e sinto-me bem. O que eu quero é continuar nesta linha”, afirmou.