Liga dos Campeões

Mestalla | 19/09/2018

Futebol/Liga dos Campeões

CR7 é expulso, mas Juventus estreia com vitória sobre o Valencia

São Paulo , SP
19/09/2018 18:01:08 — 19/09/2018 19:00:43

Em: Juventus, Liga dos Campeões, Notícias, Valencia

A Juventus se superou e estreou com vitória na Liga dos Campeões. Sem Cristiano Ronaldo, expulso ainda no primeiro tempo, a Velha Senhora atuou com um jogador a menos por mais de 60 minutos, mas contou com dois pênaltis convertidos pelo bósnio Pjanic para vencer o Valencia, no Mestalla, por 2 a 0 e começar sua trajetória no Grupo H da competição triunfando.

Pelo lado esquerdo do campo, o time italiano criou ótimas oportunidades de gol no início do jogo, mas a ineficiência dos arremates fez com que o placar não fosse alterado no período. No entanto, Cristiano Ronaldo perdeu a cabeça aos 29 minutos e foi expulso direto. O astro português, inclusive, saiu de campo chorando de raiva com a decisão do árbitro.

Mesmo sem sua maior estrela, a Juve não baixou o ímpeto ofensivo e foi recompensada por isso. Em duas cobranças de pênalti, o meio-campista Pjanic balançou as redes e garantiu a estreia vitoriosa para os comandados de Massimiliano Allegri.

As equipes voltam aos gramados pela competição europeia no dia dois de outubro, quando a Juventus recebe o Young Boys e o Valencia visita o Manchester United. Porém, antes, ambos direcionam suas atenções aos respectivos campeonatos nacionais.

Cristiano Ronaldo é expulso, mas Juventus abre o placar

Aproveitando o lado esquerdo do campo, onde Cristiano Ronaldo e Bernardeschi se revezavam no apoio ao lateral Alex Sandro, a Juventus criou boas oportunidades para abrir o placar logo no início. Aos 10 minutos, após cruzamento, Cristiano Ronaldo errou o chute e a sobra ficou para Mandzukic, que de voleio mandou por cima da meta. Mais tarde, o astro português caiu pelo flanco do campo e alçou bola para Bernardeschi escorar e Khedira perder grande chance da entrada da pequena área.

Com uma avenida pela extremidade direita da defesa, o Valencia não conseguia brecar o ataque italiano pelo setor. Em mais um cruzamento, a bola sobrou para Bernardeschi finalizar em cima do goleiro Neto. No rebote, Matuidi arrematou e o arqueiro brasileiro fez outra grande intervenção, salvando a equipe espanhola. Na sequência, Chiellini cabeceou depois de cobrança de falta sobre a meta.

Irritado com os jogadores do Valencia, que já haviam feito faltas duras momentos antes, Cristiano Ronaldo perdeu a cabeça aos 28 minutos. Em confusão na área com o zagueiro colombiano Murillo, o astro português recebeu o cartão vermelho direto e deixou o gramado do Mestalla rumo aos vestiários inconformado com a decisão do árbitro, chorando de raiva.

No entanto, nem mesmo a expulsão de sua estrela maior fez com que a Velha Senhora baixasse o ímpeto ofensivo. Na reta final da primeira etapa, Daniel Parejo derrubou João Cancelo na grande área e o juiz assinalou pênalti para o time italiano. Sem CR7, o volante Pjanic foi o encarregado de bater a penalidade. Na cobrança, o bósnio bateu forte no canto direito para enfim inaugurar o placar.

Pjanic faz mais um, Valencia sofre na criação e Juve garante triunfo

O Valencia seguiu sofrendo na defesa mesmo com a superioridade numérica. O zagueiro Murillo coroou sua fraca atuação logo aos quatro minutos do segundo tempo, quando cometeu pênalti em Bonucci após cobrança de escanteio. No novo duelo entre Pjanic e Neto, melhor para a equipe de Massimiliano Allegri, que viu o bósnio repetir a batida da primeira cobrança para aumentar a vantagem italiana.

Com o placar de 2 a 0 à favor e a inferioridade numérica, a Juventus optou por recuar a linha de marcação e jogar no campo de defesa, dando a posse de bola para o Valencia, que, sonolento e pouco objetivo no toque de bola, sofria para ultrapassar a barreira italiana e sequer assustava o goleiro Szczesny.

Ao ver a pouca criação ofensiva de sua equipe, Marcelino García Toral tirou Batshuayi, Gonçalo Guedes e Rúben Vezo para as entradas de Santi Mina, Gameiro e Cheryshev. As mudanças surtiram efeito e os mandantes começaram a pressionar na reta final da partida. Aos 49 minutos, o Valencia teve um pênalti para ao menos diminuir o marcador, mas Parejo parou no goleiro Szczesny, que garantiu a vitória italiana por 2 a 0

Com show de Pogba, United bate o Young Boys

Jogando na Suíça, contra o Young Boys, no Stade de Suisse, o Manchester United contou com uma grande atuação do meio-campista Paul Pogba para derrotar os donos da casa por 3 a 0 e assumir provisoriamente a liderança do Grupo H.

O United abriu o placar aos 35 minutos, com uma pintura de Pogba. O camisa 6 recebeu na entrada da área, limpou a marcação e bateu no ângulo. Ainda no primeiro tempo, o campeão mundial marcou seu segundo gol, agora de pênalti, e aumentou a vantagem do inglesa. No segundo tempo, Martial balançou as redes e deu números finais à partida.