United sofre diante do Burnley, mas arranca empate nos acréscimos

São Paulo , SP
26/12/2017 15:00:27 — 26/12/2017 15:04:35

Em: Futebol, Futebol Inglês, Futebol Internacional, Manchester United

Nesta terça-feira, o Manchester United foi surpreendido pelo Burnley em pleno Old Trafford, pela rodada de abertura do returno do Campeonato Inglês. Os comandados de José Mourinho viram os visitantes abrirem uma vantagem de dois a zero no placar e sofreram para correr atrás do prejuízo. Os donos da casa criaram boas chances para empatar, mas só conseguiram empatar nos acréscimos da partida. Arfield e Defour fizeram para os visitantes, enquanto Lingard descontou.

Caso o líder Manchester City vença o Newcastle nesta quarta-feira, a diferença para os Diabos Vermelhos pode chegar a 15 pontos. Estes terão o Southampton pela frente na próxima rodada. O Burnley, por outro lado, se confirma como a grande surpresa do campeonato. Na sétima posição, com 35 pontos ganhos, o time briga por uma vaga nas competições europeias e visita o Huddersfield no sábado.

Os dois gols de Lingard salvaram o Manchester United da derrota nesta terça (Foto: Lindsey Parnaby/AFP)

O Jogo – Para a decepção dos torcedores presentes no Old Trafford, o Burnley foi responsável por abrir o placar logo aos três minutos de jogo. Pela esquerda, Kevin Long levantou na área em cobrança de falta na linha de fundo. A bola ficou viva na pequena área até sobrar limpa para Ashley Barnes, que colocou o pé nela e estufou as redes de De Gea.

E por pouco o segundo gol não veio. Aos 11 minutos, Scott Arfield aproveitou o cruzamento feito pela direita e, de chapa, mandou pro gol. A bola parecia que iria encobrir De Gea, mas acabou batendo no travessão antes de sair para tiro de meta.

Após o pane inicial, o Manchester United partiu em busca do empate. Primeiro com Shaw, recebendo pela esquerda e arriscando chute cruzado. Nick Pope estava ligado e caiu no seu canto esquerdo para fazer a defesa. Depois, com Pogba. O francês subiu alto após cobrança de escanteio e cabeceou buscando o ângulo direito. A bola tinha endereço certo, mas Pope voltou a evitar o gol do time da casa.

Criando oportunidades, a pressão dos Diabos Vermelhos crescia no jogo. Porém, a estratégia do Burnley foi seguida à risca. Aos 35 minutos, Ashley Young derrubou Arfield na intermediária. Batendo por cima da barreira, Steven Defour colocou a bola na gaveta de De Gea, sem chances para o espanhol, e ampliou a vantagem dos visitantes.

Defour foi responsável por uma pintura de falta no Old Trafford (Foto: Lindsey Parnaby/AFP)

O United continuou na tentativa de reagir na partida. Aos 37, Rashford dominou dentro da área e encontrou um espaço para finalizar. O atacante bateu rasteiro, superou o goleiro adversário, mas viu a defesa evitar o gol em cima da linha.

Ibrahimovic também teve boa chance para diminuir, invadindo a área de frente para a meta do Burnley. O sueco soltou a perna esquerda, mas foi travado de forma heroica pelo zagueiro. Ainda antes do intervalo, Pogba arriscou de longe e a bola passou com muito perigo, mas fora do alvo.

Na etapa final, a postura dos Diabos vermelhos continuou a mesma. E foram recompensados por isso. Depois de ver seu chute ser defendido por Pope e tocar duas vezes no travessão, Lingard, enfim, pôde comemorar. Aos oito minutos, o meia aproveitou o cruzamento rasteiro de Young pela direita e, com uma bela letra, diminuiu para o time da casa.

Aos 23 minutos, Pogba teve a chance de empatar o jogo em cobrança de falta. Com curva, o francês bateu por cima da barreira, buscando o ângulo esquerdo de Pope, o mesmo onde Defour guardou no primeiro tempo. A redonda subiu um pouquinho além do que deveria e passou raspando o travessão dos visitantes.

A pressão continuou enorme por parte dos Diabos Vermelhos, até que o empate saiu, já nos acréscimos do tempo regulamentar. Após cruzamento, Lingard pegou a sobra na entrada da área e bateu no cantinho, fazendo seu segundo gol no jogo e igualando o marcador.

Não foi por falta de chances que o Manchester tropeçou nesta terça-feira. O time de Mourinho conseguiu criar boas oportunidades, mas não contou com sorte suficiente na construção de um resultado melhor.