Futebol/Campeonato Português

Porto bate o Benfica no final e fica próximo do título português

São Paulo , SP
15/04/2018 16:06:46 — 15/04/2018 16:44:27

Em: Benfica, Futebol, Futebol Internacional, Futebol Português, Porto
Herrera garantiu a vitória do Porto aos 45 do segundo tempo (Foto: Carlos Costa/AFP)

Em jogo decisivo válido pela 30° rodada do Campeonato Português, o Benfica, que entrou em campo com um ponto de vantagem na liderança do torneio, recebeu o segundo colocado Porto, e, com gol aos 45 minutos do segundo tempo, acabou derrotado por 1 a 0. Com o resultado, as Águias caem para a segunda colocação, com 74 pontos, enquanto o Dragão volta à liderança com 76, ficando muito próximo do título nacional.

A partida começou equilibrada, com muita disputa pela bola no meio campo. A primeira chance foi do Benfica, somente aos 19 minutos, quando Rafa recebeu, derivou pela direita e sem ângulo arriscou, mas a bola foi pela rede pelo lado de fora. O time da casa voltou a chegar aos 22 com Cervi, que invadiu a área pela esquerda, tirou dois zagueiros da jogada e soltou uma bomba, obrigando Casillas a fazer boa defesa.

O Porto respondeu aos 25, quando Soares recebeu na entrada da área, ganhou do zagueiro na velocidade e bateu bem, mas a bola saiu tirando tinta da trave direita. Aos 38, Brahimi recebeu na intermediária e arriscou uma bomba, mas a bola saiu muito alta.

Aos 45, o time da casa teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. Após cruzamento na área, a bola rebateu e sobrou para Pizzi, sozinho, na cara do gol. O português bateu no canto esquerdo, e Casillas teve reflexo para fazer uma defesa espetacular.

Um minuto depois foi a vez dos visitantes. Marega recebeu cruzamento e de pé direito, bateu de bate-pronto, mas a bola saiu à esquerda do gol, levando muito perigo.

Aos três minutos da etapa complementar, Marega recebeu ótima bola enfiada, mas o goleiro Bruno Varela conseguiu sair para abafar. Aos cinco, Marega recebeu novamente, foi ao fundo e rolou para trás. Otávio completou para o fundo das redes, mas o goleiro nem se mexeu, pois já havia sido assinalado o impedimento na jogada.

Aos 10, após cobrança de escanteio das Águias, Jardel emendou de pé direito, e a bola saiu à esquerda do gol de Casillas. Aos 21, os Dragões levaram muito perigo com Brahimi. O argelino recebeu na direita, cortou para o meio e bateu cheio de efeito, com curva. O goleiro Bruno Varela tentou voar nela, e viu a bola sair rente ao poste esquerdo.

A partir da metade da segunda etapa, o jogo começou a esfriar, e talvez pelo cansaço das duas equipes, perdeu aquela velocidade e movimentação que havia durante toda a partida. Quando o jogo se encaminhava para o zero a zero, aos 45 minutos, na última chance da partida, o Porto surpreendeu. Após bate-rebate na entrada da área, a bola sobrou para Herrera, que chegou soltando uma bomba. Bruno Varela até tentou chegar, mas não havia chance alguma para o goleiro, que viu a bola morrer no ângulo direito, para a alegria dos Dragões.