Corinthians marca nos acréscimos e fica no empate com o São Caetano

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
20/01/2019 19:01:15 — 20/01/2019 21:29:19

Em: Campeonato Paulista, Corinthians, Escolha do editor, Futebol, São Caetano
Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O Corinthians martelou, perdeu várias chances de marcar um gol e parecia destinado a perder por 1 a 0 para o São Caetano, na tarde deste domingo, na sua Arena. Depois de muito tentar, porém, o Alvinegro viu o zagueiro Henrique cabecear bola aos 49 minutos do segundo tempo e deixar tudo igual no placar, na estreia do Campeonato Paulista. Antes, Rafael Marques havia aberto o placar para os visitantes.

Com o resultado, o Timão é o segundo colocado do Grupo C da competição, dois pontos atrás do Bragantino, único da chave a vencer na primeira rodada. Integrante do D, o Azulão deixou boa impressão em termos de organização e experiência, ainda que lhe faltasse um pouco mais de qualidade na armação de jogadas.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente a equipe do Guarani, em duelo marcado para as 19h15 (de Brasília), no Brinco de Ouro da Princesa, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Já o elenco de Pintado terá pela frente o Ituano, em partida marcada para a quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Anacleto Campanella.

Corinthians domina, mas sai atrás

O Corinthians começou o jogo apostando na mesma formação que teve boa atuação contra o Santos, na semana passada, mas encontrou um rival postado de forma bastante diferente. Satisfeito em defender-se e aproveitar os contra-ataques, o São Caetano encurtou os espaços dados tanto pelas pontas quanto para a armação de Jadson, no meio-campo, e não deixou a parte criativa do Alvinegro ter sossego.

Os melhores momentos do Timão, que ficou bastante com a bola e teve boas alternativas à marcação, foram quando Ramiro recebeu em boas condições a bola da defesa e deu prosseguimento à jogada. Em um desses lances, Jadson colocou Gustagol frente a frente com o arqueiro adversário. O centroavante tocou no canto e balançou a rede, comemorando bastante antes de reparar que havia sido marcado impedimento.

Logo na sequência, o Azulão conseguiu passar um centímetro da linha da área, o bastante para que Capa fosse derrubado por Richard e sofresse o pênalti. Na cobrança, Rafael Marques chutou forte, alto, no canto esquerdo, sem chances de defesa para Cássio. A vantagem inesperada deixou os donos da casa um pouco atordoados, com Pablo ameaçando em bom chute de fora da área, parado pelo camisa 12.

Até o intervalo, no entanto, o Timão achou brechas na defesa adversária e conseguiu acelerar seu jogo. A primeira chance veio com Ramiro, que cruzou rasteiro e viu Jadson chutar mal à esquerda da trave. Pouco depois, o camisa 10 puxou bom contragolpe e cruzou na medida para Sornoza. Livre, porém, o equatoriano chutou para fora. No último lance, Jadson cobrou falta na área e Henrique reclamou de uma cama de gato de Willians. O juiz nada marcou, porém.

Henrique empata nos acréscimos

A etapa final começou com uma modificação para o Timão: Pedrinho, mais técnico, foi a escolha sobre André Luis, mais forte. A ideia era que o canhoto combinasse pelo lado direito do ataque com Fagner, principal opção ofensiva nos primeiros 45 minutos. A tática deu certo em um primeiro momento, dando mais espaço para que o lateral da Seleção Brasileira chegasse ao fundo e criasse oportunidades.

Na primeira, Fagner deu lindo corte na marcação e cruzou de esquerda, mandando na medida para Gustagol. O centroavante tentou um chute de bicicleta, mas mandou por cima do gol. Pouco depois, em mais um lançamento para a área do lateral direito, Gustavo Silva, que entrara no lugar de um apagado Sornoza, subiu mais alto que o defensor e mandou rente à trave do goleiro Jacsson.

Carille tentou sua última cartada mandando a campo Mateus Vital na vaga de Richard, colocando uma equipe sem nem um primeiro volante em campo. Ramiro, recuado para a função de primeiro marcador, ficou a cargo de dar a dinâmica da partida, com o Timão ainda em cima do adversário. Marllon e Gustagol, em duas cabeçadas, quase conseguiram o empate, mas não foram capazes de acertar a meta azulina.

O gol só saiu nos acréscimos, quando os anfitriões pareciam cansados para buscar o tento. Em escanteio batido por Jadson, pelo lado esquerdo, Henrique ficou livre de marcação dentro da área e cabeceou no canto, sem chances de defesa para Jacsson, dando mais justiça ao placar e um pouco de festa para o fim de tarde corintiano.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 SÃO CAETANO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 20 de janeiro de 2019, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Alex Ang e Tatiane Sacilotti
Público: 31.009 pagantes
Renda: R$ 1.203.885,70
Cartões amarelos: Vinícius Kiss (São Caetano)
Gols:
CORINTHIANS: Henrique, aos 49 minutos do segundo tempo
SÃO CAETANO: Rafael Marques, aos 27 minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Marllon, Henrique e Danilo Avelar; Richard (Mateus Vital) e Ramiro; André Luís (Pedrinho), Jadson e Sornoza (Gustavo Silva); Gustagol
Técnico: Fábio Carille

SÃO CAETANO: Jacsson; Alex Reinaldo, Joecio, Max e Marquinhos; Pablo, Willians (Vinícius Kiss), Capa, Diego Rosa e Cristian (Ítalo); Rafael Marques (Ferreira)
Técnico: Pintado

Ads – Rodapé Posts




  • Rodrigo Viera Dos Santos

    Cuzinthians 1×1 São Caetano fim de papo as galinhas nem vão se classificar jogando esse futebolzinho
    de time de serie D ai 😂

  • SÉRIEBSÓPARAOSPEQUENINOS

    MUITA INOCÊNCIA DO TIME DO AZULÃO EM DAR ESSE MOLE!!!!!! CLARO QUE O JUIZÃO IRIA DAR AQUELA “FORCINHA” PARA AS [email protected]: EMPATOU, ACABOU!!!! RSRSRSRSRSR NORMAL, MAIS DO MESMO…

  • SUCO EL TERROR DEL VALLE

    Como eu já disse:

    Sem roubo = sem vitória.

    • SÉRIEBSÓPARAOSPEQUENINOS

      NO CASO: SEM ROUBO = SEM EMPATE!!!! RSRSRSRS

      • Ezequias José

        assume que caiu no paulista seus bambi ate jogadores do são paulo assumiu que caiu… agora pq vc não fala do gol mal anulado

        • SÉRIEBSÓPARAOSPEQUENINOS

          Assume que vc é [email protected] funcional rsrsrsrs Quer dizer então que caiu em um campeonato em que o regulamento não prévia descenso? Ah tá! Rsrsrsrs Chola lá na FIFA então b0neca ou na FPF que, inclusive, soltou uma nota desmentido b0necas igual a você e, sobretudo, dizendo que o único no Estado a nunca jogar uma partida de serie B é o maior do Brasil…rsrsrsr Mas como recordação pelo inédito rebaixamento do River Plate para a segunda divisão do Campeonato Argentino, A Fifa publicou em seu site oficial uma relação com os clubes do futebol mundial que nunca caíram para a Série B de seus campeonatos. No Brasil, a entidade citou Flamengo, Cruzeiro, Santos e São Paulo… Agora b0neca, vc tem duas alternativas: Aceita e rasga o k.u de [email protected] ou continua passando vergonha e falando besteira….rsrsrsrs E o choro das [email protected] continua livre!!!! rsrsrsrsrs E APRENDA [email protected] F3D0RENTA: GIGANTE NÃO CAÍ!!!!!!!! RSRSRSRSRSRSR CHOLA MAIS BICH0NA!!!!!!!! RSRSRSRSRSR

        • SÉRIEBSÓPARAOSPEQUENINOS

          Por mais que o assunto esteja encerrado, com o pedido de desculpas da Federação Paulista, a polêmica em torno do suposto rebaixamento do São Paulo obriga a publicação desta nota. O São Paulo não caiu no Campeonato Paulista de 1990, porque o regulamento daquele Paulistão deixava claro que não havia rebaixamento (veja reprodução abaixo). O texto fala em Divisão Especial, porque o regulamento explica que o campeonato da Primeira Divisão de 1991 será dividido em dois grupos. Um formado pelos 14 melhores do Campeonato de 1990 e outro pelos 10 piores e pelos quatro promovidos para 1991. Ser rebaixado significa cair de divisão.
          O regulamento não fala, mas a memória de quem morava em São Paulo, como é o caso deste jornalista, se lembra. Quando o torneio de 1990 começou, as entrevistas dos dirigentes da Federação já davam conta de que haveria o cruzamento. É por isso que nenhum dos 10 clubes não classificados para o grupo dos grandes de 1991 reclamou. Você já imaginou um campeonato que comece com a perspectiva de rebaixar dez clubes? Ninguém vai reclamar?
          Ninguém reclamou porque o regulamento era explícito: não haverá descenso.
          O regulamento de 90: não haverá descenso
          Crédito da imagem: FPF
          O regulamento de 90: não haverá descenso

  • Alexandre Velame

    Vocês não interpretaram corretamente. Vim ajudar. Como se trata da gambazeta o título é “Gol Salvador”, se fosse outro time o título teria o verbo “tropeça”. E assim segue a vida.

    • SÉRIEBSÓPARAOSPEQUENINOS

      RSRSRSR VERDADE! MAS O MAIS ENGRAÇADO NO ENTANTO, É NÓS TERMOS A PLENA CERTEZA QUE SE ESSE JUIZINHO SAFAD0 NÃO DEIXASSE O JOGO ROLAR ATÉ ELAS EMPATAREM, OU AO MENOS, PROPORCIONAR ESSA OPORTUNIDADE A ELAS, SERIA MAIS UMA DERROTA VEXATÓRIA!!!! RSRSRSRSRSR

  • Luiz Antonio Fraulo

    Tudo como sempre. Flamerda ajudado no Rio, Curica ajudado em São Paulo. Se não tem ajuda, não tem vitória, não tem título.

    • Ezequias José

      ajudado desse jeito gol legitimo anulado… isso vcs bichas não falam né?

  • Renato Cecilio

    Acho que vamos ser rebaixados desse jeito… Abram o olho!