Palmeirense campeão mundial contradiz súmula e nega agressão

São Paulo , SP
21/11/2019 19:07:09 — 21/11/2019 19:15:52

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Palmeiras, São Paulo

A decisão do Campeonato Paulista sub-17, disputada na última quarta-feira, terminou em confusão entre atletas de Palmeiras e São Paulo no Pacaembu. Citado na súmula como agressor de Patryck, o lateral direito Garcia negou a versão da arbitragem nesta quinta. Os dois foram recentemente campeões mundiais da categoria pela Seleção.

A súmula, elaborada pelo árbitro Thiago Lourenço de Mattos, relata que Garcia atingiu com socos e pontapés o adversário Patryck. Segundo o documento, o são-paulino caiu ao chão enquanto tentava correr e continuou sendo agredido, inclusive por “mais atletas e pessoas uniformizadas com a camisa da S.E. Palmeiras”.

“Gostaria de deixar claro que não fiz o que foi relatado no documento. Patryck é um amigo que fiz no futebol, inclusive dividíamos quarto durante a conquista do Mundial Sub17, consumada no último domingo, e temos ótima relação”, postou Garcia em seu perfil no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Na última quarta-feira, infelizmente perdermos a final do Campeonato Paulista, competição pela qual lutamos muito para chegar à final. Após a partida, houve uma confusão generalizada entre os atletas. No entanto, para a minha surpresa, o árbitro relatou o meu nome na súmula como sendo um dos principais envolvidos, dizendo, inclusive, que eu teria agredido o atleta Patryck Lanza, do São Paulo. Gostaria de deixar claro que não fiz o que foi relatado no documento. Patryck é um amigo que fiz no futebol, inclusive divíamos quarto durante a conquista do Mundial Sub17, consumada no último domingo, e temos ótima relação. Após ler o relato do árbitro, fiz questão de entrar em contato com o meu amigo Patryck, que garantiu estar ciente de que a súmula estava incorreta. Quero pedir desculpas ao torcedor palmeirense pela derrota na final e, principalmente, a todos os envolvidos na confusão. Não há espaço no esporte para esse tipo de coisa e estamos todos arrependidos dos acontecimentos..

Uma publicação compartilhada por G.GARCIA (@g.garcia02) em

“Fiz questão de entrar em contato com o meu amigo Patryck, que garantiu estar ciente de que a súmula estava incorreta. Quero pedir desculpas ao torcedor palmeirense pela derrota na final e, principalmente, a todos os envolvidos na confusão. Não há espaço no esporte para esse tipo de coisa e estamos todos arrependidos”, completou.

Além de Garcia, que acabou expulso, a súmula elaborada pelo árbitro Thiago Lourenço de Mattos relata o envolvimento na confusão dos palmeirenses Renan e Vanderlan – o primeiro, mais um campeão mundial, recebeu o cartão vermelho em campo e o segundo, após a partida.