Campeonatos

A irritação dos jogadores da Ponte Preta ao final da derrota por 1 a 0 para o Corinthians era grande em Itaquera. A equipe campineira teve um gol legítimo anulado no primeiro tempo, quando o placar ainda estava em zeros O atacante Biro Biro dispara contra o erro do auxiliar Vicente Romano Neto.

Tite apareceu para conceder entrevista coletiva na sala de imprensa do estádio de Itaquera logo depois de Guto Ferreira, neste sábado. Sentou-se no mesmo lugar onde o seu colega da Ponte Preta, pouco antes, havia extravasado a revolta com a arbitragem do primeiro duelo das quartas de final do Campeonato Paulista, vencido por 1 a 0 pelo Corinthians. “Peguei a cadeira quente do Guto”, sorriu o técnico corintiano, antes de trocar de lugar.

Dudu não se tornou o sexto desfalque de Argel para escalar o Figueirense neste domingo, contra o Joinville. O atacante deixou o treino de sexta-feira com fortes dores no tornozelo direito após dividida com o zagueiro Nirley, mas se recuperou a ponto de estar entre os relacionados do time.



Não fosse a equivocada anulação de um gol legítimo da Ponte Preta no primeiro tempo, talvez a história da partida contra o Corinthians teria sido diferente neste sábado. A Macaca chegou a balançar as redes com Renato Cajá, após rebote de Cássio, mas o lance foi interrompido pela arbitragem. Segundo o técnico Guto Ferreira, o responsável por anular o lance parecia intranquilo.


O Corinthians já vencia a Ponte Preta por 1 a 0 quando a torcida pediu pênalti do goleiro Matheus Inácio em Emerson Sheik. Mas a arbitragem agiu corretamente ao mostrar cartão amarelo ao atacante alvinegro por simulação. Como esta foi a terceira advertência recebida no Campeonato Paulista, o atacante está fora da semifinal a ser disputada no próximo final de semana.

O time misto do Inter dava um passo importante para chegar à final do Campeonato Gaúcho, neste sábado, só que vacilou. O primeiro jogo das semifinais foi marcado por briga da torcida do Brasil de Pelotas, estendendo o intervalo por 43 minutos. Dentro de campo, Rafael Moura abriu o placar, mas um pênalti no fim definiu empate por 1 a 1.

Mesmo com o apoio da torcida no Barradão, o Vitória ficou apenas no empate com o Ceará por 2 a 2, após ficar duas vezes na frente do placar. Assim, por ter ficado na igualdade sem gols no jogo de ida, o Vozão é o primeiro classificado para a final da Copa do Nordeste e agora espera o vencedor do duelo entre Bahia e Sport, que jogam neste domingo. Rogério e Ramon foram os autores dos gols do Rubro-Negro, enquanto Marinho e Ricardinho, de pênalti, marcaram pelo Alvinegro.

Mais na web