Nos pênaltis, Monterrey bate Al-Hilal e fica em terceiro no Mundial

São Paulo, SP

21-12-2019 13:39:06

Na manhã deste sábado, Monterrey, do México, e Al-Hilal, da Arábia Saudita, se enfrentaram em partida válida pela decisão do Mundial de Clubes e a partida acabou empatada por 2 a 2. Já nos pênaltis, vitória mexicana por 3 a 2, com destaque para o goleiro Cardenas, que pegou duas cobranças e ainda marcou o seu.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Com o resultado, portanto, os mexicanos, que foram derrotados pelo Liverpool na semifinal, ficam com a medalha de bronze da competição. Já os sauditas, que caíram para o Flamengo, terminam na quarta colocação.

A partida começou morna no Estádio Khalifa, no Catar. O Al-Hilal ficava com a bola nos pés durante a maior parte do tempo, mas pouco conseguia criar. O Monterrey, por sua vez, quando tinha a posse, também não conseguia levar perigo ao gol adversário.

Somente aos 35 minutos, na primeira boa oportunidade do jogo, os sauditas tiraram o zero do placar. Após cruzamento na área, Carlos Eduardo subiu mais que todo mundo para completar de cabeça e colocar o Al-Hilal em vantagem.

Já aos 10 minutos da etapa complementar, o Monterrey chegou por meio de um cruzamento pela direita, e o goleiro Al Maiouf saiu para afastar. A bola, contudo, ficou com Johnatan Ureta, que de cabeça, ajeitou para Arturo Gonzalez, também de cabeça, completar para o gol vazio e empatar o confronto.

O gol de empate animou os mexicanos, que cinco minutos depois, conseguiram a virada. Após jogada pela esquerda, a bola chegou para Meza, que, dentro da área, já dominou tirando do zagueiro e tocou com categoria no canto do goleiro para marcar o segundo.

A comemoração do Monterrey, contudo, não demorou muito. Aos 21, após cruzamento na área, a bola chegou para o artilheiro Gomis, que completou de cabeça para novamente empatar o jogo. Após o tento, a partida ganhou um ritmo ainda mais intenso, com as duas equipes querendo resolver a parada no tempo regulamentar. No entanto, sem que ninguém conseguisse o terceiro gol, a decisão ficou mesmo para os pênaltis.

Nas penalidades, o goleiro Cardenas pegou duas cobranças do Al-Hilal, e ainda foi responsável por bater o último pênalti do Monterrey. Com categoria, colocou no canto para se tornar herói e garantir a terceira colocação aos mexicanos.

 

Deixe seu comentário