Gazeta Esportiva

Confira algumas curiosidades das finais de Mundial de Clubes da Fifa

São Paulo, SP

12/02/22 | 05:00

O campeão mundial de clubes de 2022 será conhecido neste sábado, na final disputada entre Palmeiras e Chelsea às 13h30 (de Brasília), no Estádio Mohammed Bin Zayed, nos Emirados Árabes. Para entrar no clima do jogo, aqui estão algumas curiosidades sobre as finais do Mundial de Clubes da Fifa.

Mais participações

Os clubes brasileiros são os que mais participaram de finais. Com o Palmeiras, serão nove participações ao todo, os espanhóis estão em segundo com oito.

(Foto: Fabio Menotti)

Brasil

Em todas as finais da competição em seu novo formato, um jogador brasileiro esteve em campo. A última equipe que não teve um brasileiro em campo foi o River Plate, em 2015.

(Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP)

Ingleses e brasileiros

Antes do confronto de sábado, outras três finais foram disputadas entre clubes da Inglaterra contra clubes do Brasil, terminando com o mesmo placar. São Paulo 1x0 Liverpool (2005), Corinthians 1x0 Chelsea (2012), Liverpool 1x0 Flamengo (2019).

(Foto: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO)

Gol mais rápido

Em 2013, no jogo Bayern de Munique e Raja Casablanca, o zagueiro brasileiro Dante marcou aos sete minutos de partida, o gol mais rápido das finais do Mundial.

(Foto: Twitter / Nice)

Hat-trick

Cristiano Ronaldo é o único jogador a marcar três gols em uma final. Isso aconteceu em 2016 em virada na prorrogação contra o Kashima Antlers.

(Foto: PAUL ELLIS / AFP)

Maior vitória

A vitória com maior diferença de gols de uma final foi em 2011, quando o Barcelona de Lionel Messi e Pep Guardiola enfrentaram o Santos de Neymar e Ganso. O placar foi um sonoro 4 a 0 com show do time espanhol.

(Foto: Christopher Johnson)

Longe da Europa

A última vez em que o campeão não foi um europeu foi em 2012 com o título do Corinthians. Desde então foram campeões: Real Madrid (4), Bayern de Munique (2), Barcelona (1) e Liverpool (1).

(Foto: Tomofumi Kitano)

Outros finalistas

As seis primeiras edições do novo formato foram entre o representante da Europa contra o da América do Sul. Contudo, sem cinco das últimas 11 finais, times de outros continentes chegaram: Mazembe do Congo (2010), Raja Casablanca de Marrocos (2013), Kashima Antlers do Japão (2016), Al Ain dos Emirados Árabes (2018) e Tigres do México (2020).

(Foto: Twitter / Tigres)

Deixe seu comentário