Galo vê arbitragem do clássico como “desastrosa” e envia protesto à FMF

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

28-03-2016 18:06:37

O Atlético-MG bancou uma arbitragem mineira no clássico desse domingo contra o Cruzeiro, mas não ficou nada satisfeito com a atuação do árbitro local Emerson de Almeida Ferreira, que apitou na derrota atleticana, por 1 a 0, para o maior rival, no Independência.

Em contato com o portal Superesportes, o diretor de comunicação do Galo, Domenico Bhering, definiu a arbitragem do clássico como desastrosa e confirmou que o clube enviará um protesto formal à Federação Mineira de Futebol (FMF).

“O procedimento é o mesmo sempre que nos sentimos prejudicados. E entendemos que a arbitragem foi desastrosa”, afirmou o diretor atleticano.

O Atlético-MG reclama de um pisão do argentino Ariel Cabral em Hyuri e de uma falta dura cometida pelo meia Allano, que já tinha amarelo, no volante Júnior Urso. No entender da diretoria atleticana, ambos os jogadores cruzeirenses deveriam ter sido expulsos, o que não ocorreu. O clube alvinegro também aponta uma penalidade não marcada sobre Lucas Pratto, que foi puxado pela camisa pelo lateral Fabrício dentro da área.

Em entrevista coletiva após o clássico, o técnico Diego Aguirre foi questionado sobre a atuação da arbitragem, mas desconversou, entendendo que qualquer comentário sobre o assunto ganharia um tom de desculpa com relação à derrota para o Cruzeiro.

“Eu não vou falar de lance de arbitragem. Falar sobre isso seria uma desculpa. Não vou falar de lance polêmico, porque não é momento. Quero enaltecer meus jogadores, que fizeram um ótimo jogo, lutaram”, disse o treinador.

Na segunda colocação do Campeonato Mineiro, o Galo volta a campo no próximo sábado, às 16h (de Brasília), para enfrentar o Villa Nova-MG, no Mineirão.

Deixe seu comentário