Futebol/Liga dos Campeões da Europa

Experiente em viradas na Champions, Di Matteo confia em vitória contra Real

GazetaEsportiva.net - Madri , - Espanha
09/03/2015 17:21:00

Em: Campeonatos, Futebol, Futebol Internacional, Liga dos Campeões

O Schalke não vive situação fácil nas oitavas de final da Liga dos Campeões, uma vez que a partida de ida contra o Real Madrid foi perdida por 2 a 0. Ainda assim, o técnico Roberto Di Matteo, campeão do torneio em 2011/2012 pelo Chelsea, segue acreditando em uma virada alemã contra os atuais detentores do título.

“Virar um resultado de 2 a 0 é muito difícil, mas todos temos na nossa cabeça que vamos tentar o possível para conseguir. O Real Madrid tem um time muito forte, mas nós temos os nossos talentos individuais. Se abrirmos o placar, quem sabe o jogo não fica interessante”, avaliou o treinador, que levará força máxima para o duelo no Bernabéu.

Em sua última partida pelo Campeonato Espanhol, no sábado, o time merengue saiu derrotado por 1 a 0 no San Mamés diante do Athletic Bilbao. Para piorar, o revés ocorreu um dia depois do aniversário de 113 anos do clube de Florentino Pérez, e com direito a criticar do técnico Carlo Ancelotti ao “individualismo” do trio de ataque formado por Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo. Ainda assim, Di Matteo não acredita em crise madridista.

“Não creio que haja uma crise, mas espero que a imprensa espanhola tenha razão e que estes atacantes estejam mal em campo para conquistarmos um bom resultado. Além do nosso trabalho, precisaremos de um pouco de sorte amanhã (terça) também”, ironizou o italiano, para depois analisar o adversário. “O jogo de sábado foi diferente, era um jogo fora de casa, em Bilbao, que tem um time muito bom e não deixou o Real entrar em seu ritmo. Amanhã eles jogam em frente aos seus torcedores, e isso é muito diferente”, analisou.

O confronto de volta contra o Real acontece nesta terça-feira, às 16h45 (de Brasília), no Bernabéu. Para reverter a situação e carimbar sua vaga nas quartas, o Schalke precisa de uma vitória por três gols de diferença. Se o retrospecto de Di Matteo no torneio fizer diferença, os alemães ainda têm boas chances, uma vez que o italiano protagonizou grandes viradas em 2011/2012, à frente do Chelsea.

“Nós temos um bom grupo, os nossos jogadores estão evoluindo a cada dia, isso é muito importante. Eu não sei o quanto isso ajuda os meus jogadores, mas para mim, pessoalmente, é uma experiência que pode me ajudar a prepará-los. Eu joguei na competição, e depois ganhei experiência como treinador. Existe uma diferença enorme entre jogar a Liga dos Campeões e um campeonato nacional. Os nossos oponentes europeus jogam muito diferente do futebol que vemos no Campeonato Alemão. A atmosfera também é totalmente diferente”, concluiu.

De olho em vaga na Champions, Di Matteo não acredita que o Real esteja em crise (Foto: AFP/Dani Pozo)
De olho em vaga na Champions, Di Matteo não acredita que o Real esteja em crise (Foto: AFP/Dani Pozo) – Credito: AFP