Futebol/Copa São Paulo de Juniores

São Paulo estreia na Copinha com goleada sobre clube ajudado por Hulk

GazetaEsportiva.net - São José dos Campos, SP -
03/01/2015 21:21:00

Em: Campeonatos, Copa São Paulo de Juniores, Futebol, Região Sudeste, São Paulo

Na noite deste sábado, o São Paulo estreou com vitória na 46ª Copa São Paulo de Juniores. Atuando em São José dos Campos, no moderno estádio Martins Pereira, o Tricolor paulista não tomou conhecimento do Serrano-PB, clube formador do atacante Hulk, e goleou, pelo placar de 7 a 0. Os tentos paulistas foram anotados por Inácio, Vítor Tormena, João Paulo, Gustavo Hebling, David Neres e Luiz Araújo (duas vezes).

Líder e favorito para capitanear o Grupo V, o representante do Morumbi volta a campo nesta terça-feira, às 21 horas (de Brasília), para enfrentar o São Raimundo-RR. A equipe do Norte debutou com derrota para o dono da casa, o São José dos Campos FC, pelo placar de 3 a 1, no compromisso preliminar.

Já o time de Campina Grande, que voltou às atividades após receber R$ 475 mil do Zenit-RUS, pela aquisição do atleta que defendeu a Seleção Brasileira, tenta a sorte contra os joseenses, no mesmo dia, mas às 19 horas.

O São Paulo não tomou conhecimento do Serrano, clube que revelou Hulk, e aplicou uma sonora goleada
O São Paulo não tomou conhecimento do Serrano, clube que revelou Hulk, e aplicou uma sonora goleada – Credito: Fernando Dantas/Gazeta Press
O jogo – Logo aos três minutos, o São Paulo confirmou sua superioridade e inaugurou o marcador no estádio Martins Pereira: João Paulo invadiu a área pelo setor esquerdo e cruzou rasteiro, para trás. A zaga do Serrano afastou mal e Inácio não perdoou. O jogador, agora aproveitado como atacante, finalizou firme, no canto de Carlos Wesley, que nada pôde fazer.

O segundo tento tricolor veio com 15 jogados. Aproveitando escanteio curto cobrado por Matheus Reis, Wellington Cabral, o popular Foguete, cruzou a bola na área paraibana. O defensor Hugo, atento, só desviou de cabeça para o companheiro de zaga Vítor Tormena balançar a rede desprotegida. Três minutos depois, João Paulo foi acionado em domínio nordestino e não desperdiçou, finalizando rasteiro, no canto direito da meta, para fazer o terceiro.

A goleada paulista foi confirmada quando o relógio apontou a marca dos 35: após novo cruzamento de Foguete, Inácio desviou de cabeça e presenteou Luiz Araújo. O habilidoso atacante agradeceu o presente e chutou com consistência, estufando a rede adversária.

O camisa 9 tricolor João Paulo incomodou a defesa paraibana e deixou sua marca em São José dos Campos
O camisa 9 tricolor João Paulo incomodou a defesa paraibana e deixou sua marca em São José dos Campos – Credito: Fernando Dantas/Gazeta Press
Na segunda etapa, o São Paulo não demorou para achar o quinto gol. Após falta de Jaziel em João Paulo, o volante Gustavo Hebling se encarregou da cobrança. Popularmente conhecido como Pira, o camisa 5 finalizou colocado, no meio do gol, e viu Carlos Wesley falhar feio. O goleiro do Serrano tentou espalmar, porém, não acertou em cheio a bola e amargou mais uma rede balançada.

Com 25 jogados, o Tricolor anotou seu sexto tento: após ligação direta efetuada por Lucas Paes, Luiz Araújo aproveitou a desatenção de Agnaldo Wesley, dominou com tranquilidade, invadiu a área e tocou na saída do goleiro. O camisa 11 ainda teve participação essencial para o sétimo gol, quando recuperou a bola e só tocou para David Neres, substituto de Inácio, balançar a rede escancarada e encerrar o passeio no Vale do Paraíba.

O camisa 11 Luiz Araújo foi o destaque do triunfo tricolor no Vale: 2 gols e assistência para David Neres
O camisa 11 Luiz Araújo foi o destaque do triunfo tricolor no Vale: 2 gols e assistência para David Neres – Credito: Fernando Dantas/Gazeta Press
Triunfo apertado na Região Metropolitana – Atuando em casa, no estádio Prefeito José Liberatti, o Osasco Futebol Clube triunfou de maneira apertada sobre o Vilhena-RO, pelo placar de 2 a 1, em partida válida pelo Grupo Q. Os gols da vitória mandante foram anotados por Bolinha e Mike. Lucas descontou para a valente representação nortista, que segurou a igualdade até os 36 minutos da segunda etapa.