Botafogo vence Resende com placar magro e mantém 100% no Carioca

Gazeta Press - Volta Redonda,RJ

13-02-2016 21:38:55

O Botafogo foi a Volta Redonda na noite deste sábado para enfrentar o Resende, pela quarta rodada do primeiro turno do Campeonato Carioca, e saiu vencedor pelo placar mínimo. O único gol do jogo foi marcado pelo atacante Luis Henrique, no primeiro tempo.

Com a vitória, o Alvinegro mantém os 100% de aproveitamento na competição e chega aos 12 pontos na liderança do Grupo B. Já o Resende permanece com quatro pontos e ocupa as últimas posições do grupo A.

O Botafogo volta a campo pelo Estadual no domingo, dia 21 de fevereiro, quando recebe a Cabofriense. O Resende também tem o mando do jogo na quinta rodada e encara o Friburguense, no mesmo dia.

O Jogo - O primeiro tempo teve um início bem movimentado por parte das duas equipes, que exploravam seus laterais e conseguiam chegar ao ataque. A primeira bola de perigo foi dos cariocas, quando Lindoso recebeu na entrada da área, se livrou do marcador e chutou colocado, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 11, o Resende partiu num contra-ataque rápido. Muriel recebeu na direita e cruzou rasteiro, a bola passou pela área, mas Douglas Caé não alcançou.

Na resposta alvinegra, Luis Henrique abriu o placar em Volta Redonda. Luis Ricardo recebeu na intermediária pela direita e levantou na área, entre a marca do pênalti e a linha da pequena área. O goleiro Arthur saiu mal e o atacante alvinegro ganhou a disputa de cabeça com o zagueiro do Resende e mandou para a rede.

Como em outras ocasiões neste Carioca, o Botafogo não manteve o ritmo após sair na frente no placar, e permitiu ao Resende crescer na partida. Os comandados do técnico Ricardo Gomes conseguiram segurar a vantagem até o intervalo, mas a trave salvou o Bota em duas ocasiões, aos 35 e aos 46 minutos.

No primeiro lance, trama pela esquerda do ataque, Kim recebeu de Marcel na intermediária e soltou um balaço. A bola foi na trave esquerda de Jefferson e na volta bateu no goleiro, que conseguiu se virar e fazer a defesa.

Nos acréscimos, falta na ponta direita e Robinho cobrou direto para o gol. A bola fez uma curva e bateu na trave direita de Jefferson.

Na volta para o segundo tempo, Ricardo Gomes tentou ajeitar seu meio de campo com a entrada de Lucas Zen no lugar de Damián Lizio, que pouco produziu. A mudança, entretanto, não mudou o panorama do jogo, e o Resende seguia melhor em campo.

Logo aos três, quase o empate. Lucas Zen perdeu a bola no grande círculo e Marcel fez lançamento longo para Robinho na ponta direita. O atacante avançou, entrou na área, cortou para a perna esquerda e soltou a bomba, mas Jefferson defendeu e cedeu o escanteio.

Aos 9, o Bota chegou com perigo na cobrança de um escanteio pela esquerda com Gegê. O zagueiro Emerson subiu livre, mas não alcançou a bola.

Com Gegê novamente em ação aos 24, o Alvinegro quase ampliou na cobrança de uma falta pela intermediária. O meia cobrou, a bola resvalou na barreira e foi em direção ao ângulo direito de Arthur, mas acabou atingindo o travessão.

O Bota conseguiu segurar o resultado até o final, e ainda teve uma boa chance de ampliar aos 45, quando Leandrinho aproveitou cruzamento de Luis Ricardo e bateu de primeira, mas o goleiro Arthur salvou o Resende com uma grande defesa.

FICHA TÉCNICA
RESENDE 0 X 1 BOTAFOGO
Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 13 de fevereiro de 2016 (Sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Renda: R$ 37.855,00
Público: 2.507 Pagantes (3.178 presentes)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Daniel de Oliveira Alves Pedreira (RJ)
Cartões Amarelos: Muriel, Jorge Báez (Resende); Luis Henrique (Bota)
Gols:
BOTAFOGO: Luis Henrique, aos 12min do 1º tempo

RESENDE: Arthur, Muriel (Yan), Marcelo, Thiago Sales e Kim (Itacaré); Gustavo (Jorge Báez), Léo Silva, Marcel e Robinho; Douglas Caé e Wnadinho
Técnico: Ailton Ferraz

BOTAFOGO: Jéfferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Emerson e Diogo Barbosa; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Gegê (Leandrinho) e Damián Lizio (Lucas Zen); Gervásio Núñez e Luis Henrique (Ribamar)
Técnico: Ricardo Gomes

 

Deixe seu comentário