Náutico marca no fim e vence o Botafogo nos Aflitos

Gazeta Press - Recife,PE

20-06-2021 18:08:15

Um vacilo no fim do jogo decretou a primeira derrota do Botafogo nesta Série B. Após lutar para chegar ao empate, o Fogão cometeu um pênalti bobo e sofreu outro gols nos acréscimos e viu o Náutico levar a melhor: 3 a 1, neste domingo, no Estádio dos Aflitos, pela quinta rodada.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O jovem PV viveu uma noite para esquecer. Ele fez dois pênaltis, o último no fim do jogo, de forma infantil. Douglas Borges ainda pegou o primeiro, mas nada pôde fazer no fim do jogo.

O Náutico mantém 100% de aproveitamento e lidera a Série B com 15 pontos. Já o Botafogo continua com oito pontos e está na quarta colocação.

O Botafogo só volta a campo no próximo fim de semana, para encarar o Sampaio Corrêa, fora de casa, no sábado, às 16h30 (horário de Brasília). O duelo com CSA, válido pela sexta rodada e que seria nesta quarta-feira, foi adiado devido ao fato de o Estádio Nilton Santos estar cedido à Conmebol para a Copa América. Já o Náutico visita o Londrina, nesta quarta, às 16h (de Brasília).

Sem Ronald, preservado após sofrer um choque na cabeça no empate com Londrina, o técnico Marcelo Chamusca optou por Guilherme Santos no meio de campo do Botafogo e deu mais liberdade a Pedro Castro. Se a ideia era ter mais posse de bola, não funcionou no primeiro tempo.

O Botafogo logo assustou com Gilvan, com desvio para fora, mas o Náutico não demorou a assumir o controle do jogo. O árbitro Wanderson Alves de Sousa se equivocou e apontou escanteio para o Timbu (era tiro de meta). Na cobrança fechada de Jean Carlos, Pedro Castro não conseguiu cortar e fez contra, aos 15 minutos.

A resposta carioca foi com Chay. Ele cobrou falta e Alex Alves voou para salvar o Náutico. O goleiro também surgiu bem quando Rafael Navarro completou cruzamento. A reação do Botafogo parou por aí. O Náutico, com mais posse de bola, foi superior na primeira etapa, mas não teve eficiência para ampliar o placar.

Botafogo reage, mas vacila!

O Fogão voltou com duas mudanças para o segundo tempo. Chamusca colocou Daniel Borges e Diego Gonçalves. Saíram Warley e Chay. Pedro Castro testou o goleiro Alex Alves, que espalmou a finalização de fora da área.

Aos dez minutos, Alex Alves fez milagre nos Aflitos. Após cobrança de escanteio, a finalização de Gilvan encontrou Pedro Castro. Ele desviou e viu o goleiro defender. No rebote, na pequena área, o meia do Botafogo foi abafado pelo goleiro.

O Náutico respondeu com Kieza, mas ele cabeceou para fora. Aos 20, Erick driblou PV e foi derrubado na área. Pênalti. Douglas Borges pegou a cobrança de Kieza. Chamusca lançou o Botafogo ao ataque. Ele colocou Felipe Ferreira e Rafael Moura. Saíram Marco Antônio e Pedro Castro.

As substituições deram certo. Rafael Moura roubou bola e tocou para Diego Gonçalves, que achou Felipe Ferreira. Ele colocou no canto e deixou tudo igual: 1 a 1, aos 29 minutos.

O ritmo do jogo caiu, mas o Botafogo vacilou no fim. Aos 42 minutos, PV fez pênalti infantil. Desta vez, Douglas Borges não teve chances. Jean Carlos cobrou no ângulo, aos 44 minutos, e fez 2 a 1.

Nos acréscimos, o goleiro Alex Alves deu um chutão e achou Paiva, que entrou no segundo tempo. Ele fez o terceiro do Náutico. O Fogão pagou caro e amargou a primeira derrota na Série B. No fim, os jogadores do clube carioca ainda pressionaram a arbitragem.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 3X1 BOTAFOGO

Local: Estádio dos Aflitos, Recife (PE)
Data: 20/06/2021, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG)
Cartão amarelo: Warley, Rafael Carioca, Kanu, Pedro Castro, Guilherme Santos, Rafael Moura e Luís Oyama (Botafogo) e Vinicius, Camutanga, Wagner e Hereda (Náutico)
Cartão vermelho: Hélio dos Anjos (Náutico)
Gols:
Náutico: Pedro Castro (gol contra), aos 15' do 1ºT, Jean Carlos, aos 44' do 2ºT, e Paiva, aos 50' do 2ºT
Botafogo: Felipe Ferreira, aos 29' do 2ºT

NÁUTICO: Alex Alves; Hereda, Wagner, Camutanga e Bryan; Trindade (Luiz Henrique), Rhaldney (Marciel) e Jean Carlos; Erick (Paiva), Vinicius (Matheus Carvalho) e Kieza (Giovanny).
Técnico: Hélio dos Anjos.

BOTAFOGO: Douglas Borges; Warley (Daniel Borges), Kanu, Gilvan e PV; Luís Oyama, Pedro Castro (Rafael Moura), Guilherme Santos (Barreto) e Marco Antônio (Felipe Ferreira); Chay (Diego Gonçalves) e Rafael Navarro.
Técnico: Marcelo Chamusca.

Deixe seu comentário