Futebol/Brasileiro Série B

Coritiba e Figueirense ficam no empate em Florianópolis

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
13/10/2018 20:53:14

Em: Brasileiro Série B, Coritiba, Figueirense, Futebol, Notícias
Coxa chegou a virar, mas cedeu o empate (Divulgação/CFC)

Jogando fora de casa, o Coritiba não conseguiu encaixar a terceira vitória consecutiva na Série B do Campeonato Brasileiro e ficou no empate em 2 a 2 diante do Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli. Com o resultado, o Coxa chegou aos 44 pontos, na oitava colocação. A equipe catarinense é a 11ª colocada, com 41 pontos.

O Figueira abriu a contagem no final da primeira etapa, aos 45 minutos, em jogada individual de Felipe Amorim. Depois do intervalo, no primeiro minuto, Guilherme deixou tudo igual. Aos 32 minutos, Guilherme Parede pegou rebote para virar. Mas, aos 38, Elton aproveitou sobra de bola para igualar.

Na próxima rodada, o Figueirense encara a Ponte Preta, sexta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Já o Coritiba enfrenta o CSA, terça-feira, no Estádio Couto Pereira.

O jogo – Cochilo da defesa coxa-branca logo no começo da partida, aos quatro minutos, com Felipe Amorim passando com liberdade e cruzando para Elton, que não conseguiu pegar na bola para completar o lance. Aos sete minutos, João Paulo cruzou fechado, ninguém afastou, mas o ataque catarinense não estava atento. Na sequência, Elton conseguiu a finalização e carimbou a trave.

O Coxa tentava tocar bola para conter o ímpeto do Figueira, que era mais efetivo com a bola no pé. Aos 16 minutos, Felipe Amorim recebeu na entrada da área, achou um espaço e chutou por cima da meta. O Alviverde respondeu com Guilherme Parece servindo Guilherme, aos 18 minutos, mas sem contar com a recuperação de Denis, que interceptou o passe. Denis voltou a trabalhar, aos 21 minutos, parando mais um cruzamento com destino certo.

O técnico Rogério Micale foi obrigado a queimar a primeira mudança aos 21 minutos, com a saída de Cleberson, lesionado, para a entrada de Nogueira. Aos 34 minutos, Felipe Amorim cruzou na medida para Juninho, que não pegou em cheio na bola e perdeu uma oportunidade incrível. O troco veio com Chiquinho, que chutou forte para boa defesa de Denis. Mas, aos 45 minutos, Felipe Amorim partiu para a jogada individual, passou pela defesa e chutou cruzado para abrir o placar.

Para a segunda etapa, o Coxa voltou com Bruno Moraes no lugar de Jean Carlos. E, antes do primeiro minuto, Guilherme recebeu de Abner no segundo pau e tocou para o fundo da rede. Aos nove minutos, Matheus Sales arriscou o tiro de longe e a bola passou por cima da meta de Wilson.

Depois de mostrar mais vontade nos primeiro minutos, o Coxa voltou a recuar. O Figueirense, por sua vez, tinha maior posse, mas não conseguia o arremate. Aos 25 minutos, cruzamento na área para Elton, Wilson deixou a meta e fez a penalidade. Na cobrança, João Paulo carimbou a trave e desperdiçou a chance de ficar novamente na frente. Aos 32 minutos, Bruno Moraes soltou o pé, o goleiro soltou e Guilherme Parede estava bem posicionado para pegar o rebote e decretar a virada. A festa durou pouco. Aos 38 minutos, Elton pegou sobra em defesa de Wilson e empurrou para a rede.

FIGUEIRENSE 2 X 2 CORITIBA

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 13 de Outubro de 2018, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
Cartões amarelos : Nogueira e Felipe Amorim (Figueirense); Jean Carlos e Chiquinho (Coritiba)

Gols
FIGUEIRENSE : Felipe Amorim, aos 45 minutos do primeiro tempo e Elton, aos 38 minutos do segundo tempo
CORITIBA: Guilherme, a 01 minuto e Guilherme Parede, aos 35 minutos do segundo tempo

FIGUEIRENSE : Denis; Diego Renan, Cleberson (Nogueira), Henrique Trevisan e João Paulo; Zé Antônio, Matheus Sales (André Santos), Daniel Costa e Juninho (Maikon Leite); Felipe Amorim e Elton
Técnico: Rogério Micale

CORITIBA: Wilson; Leandro Silva, Alan Costa, Rafael Lima e Abner; Simião (Uillian Correia), Vitor Carvalho, Jean Carlos e Chiquinho (Yan Sasse); Guilherme Parede e Guilherme.
Técnico: Argel Fucks.