Mano confirma Cabral na vaga de Henrique e valoriza evolução da equipe

Marcellus Madureira - Belo Horizonte,MG

26-08-2016 12:55:51

O técnico Mano Menezes não tem mais dúvidas sobre a equipe que vai a campo contra o Santa Cruz, no próximo domingo, às 11h (de Brasília), no Mineirão. Sem o volante Henrique, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Ariel Cabral vai para o meio de campo celeste.

Embora seja o substituto do jogador, Ariel Cabral, que também é volante, não terá a mesma função em campo. O argentino é um atleta mais para saída de jogo do que para proteção da defesa. Desta forma, o treinador azul alterou a configuração em campo, dando a missão de ficar a frente dos zagueiros para Lucas Romero.

“Temos um jogador que está rendendo bem, que dá segurança de passe para a equipe, sempre trabalha bastante em termos de conscientização que essa é uma zona de segurança, onde você tem que errar pouco e o erro custa caro. A transição tem que ser segura. Do meio pra frente podemos arriscar mais, os jogadores podem partir para o drible. Mas na parte defensiva a equipe tem que ser mais segura e Ariel dá essa segurança e por isso ele tem sido o escolhido. Na maioria das vezes o Henrique é o companheiro, desta vez será Romero. Ariel vai ser Ariel e Romero vai ser Henrique em termos de função”, confirmou.

Desde 2015, quando assumiu o Cruzeiro pela primeira vez e tirou o time da zona de rebaixamento para uma briga entre os primeiros colocados, que Mano Menezes tem na figura de Ariel Cabral seu homem de confiança. As comparações com o ano passado, entretanto, não param por aí e o treinador confia nisso para dar tranquilidade para escapar do Z4.

“Coincidentemente, comparando com o mesmo período do ano passado, nos cinco primeiros jogos fizemos a mesma campanha. Duas vitórias, dois empates e uma derrota, só mudou a ordem. Saímos do Z4, era importante que isso acontecesse, você vê na prática a demonstração do crescimento que entendemos que a equipe teve, mas você precisa de fatos que comprovem isso, o jogador precisa enxergar, o torcedor precisa enxergar, e vimos isso na tabela. A margem ainda é estreita, aperta, temos que continuar melhorando”, finalizou.

O Cruzeiro está hoje na 16ª colocação, a primeira fora da zona de rebaixamento, com 23 pontos.

Deixe seu comentário