Futebol

Flamengo empata com a Ponte e vê vaga na Libertadores mais distante

Rio de Janeiro , RJ
22/11/2015 20:09:33

Em: Brasileiro Série A, Flamengo, Futebol, Ponte Preta
Gabriel fez o gol do Flamengo, mas equipe tropeçou e viu G4 distante (Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)
Gabriel fez o gol do Flamengo, mas equipe tropeçou e viu G4 distante (Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)

O Flamengo acabou com o sonho de chegar ao G4 do Brasileiro e conseguir uma vaga na Copa Libertadores neste domingo, ao empatar por 1 a 1 com a Ponte Preta, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 49 pontos e seguem no meio da tabela. Já os paulistas, com 51, ainda têm chances remotas de conquistar um lugar na próxima Libertadores.

Após um primeiro tempo equilibrado, com boas chances para as duas equipes, o Flamengo abriu o placar no início da etapa final, com Gabriel. No entanto, a Ponte Preta conseguiu chegar ao empate com Diego Oliveira, que terminou o jogo no gol por conta da lesão de Marcelo Lomba.

O goleiro, revelado no Rubro-Negro, deixou o campo após se chocar com Paolo Guerrero na disputa de bola e, como a Ponte já tinha feito as três alterações, Diego Oliveira foi encarregado da missão de defender a meta da Macaca nos minutos finais.

Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente o Atlético-PR, no próximo domingo, na Arena da Baixada. Já a Ponte Preta vai até Florianópolis para enfrentar o Avaí.

O jogo – O Flamengo tentou pressionar a Ponte Preta no início, mas viu os paulistas colocarem a bola na rede aos quatro minutos. Após cruzamento, Cristian tocou para o gol, mas o árbitro invalidou o lance ao apontar mão do jogador.

A partir daí, o duelo ficou equilibrado, com as duas equipes em busca do ataque. A Ponte Preta assustou aos 14 minutos. Elton arriscou de longe, Paulo Victor deu rebote, mas Clayson não aproveitou e chutou para fora. A resposta do Flamengo veio no minuto seguinte. Guerrero aproveitou escanteio e acertou belo chute de primeira. A bola bateu no rosto de Marcelo Lomba, que salvou os paulistas.

O confronto seguiu com o mesmo panorama. Tanto que a Ponte Preta chegou com perigo novamente aos 25 minutos. Biro Biro fez boa jogada e tocou para Clayson chutar. O goleiro Paulo Victor deu rebote, mas Fernando Bob não aproveitou e finalizou para fora. A resposta do Flamengo só veio seis minutos depois, em cabeçada de Guerrero que parou em Marcelo Lomba.

Na parte final, o jogo diminuiu de ritmo. A marcação das duas equipes melhorou e nenhuma boa chance foi criada até o intervalo. Assim, o placar ficou inalterado no Mané Garricha na metade da partida.

Ederson voltou ao time na vaga de Emerson, mas não pode evitar empate no DF (Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)
Ederson voltou ao time na vaga de Emerson, mas não pode evitar empate no DF (Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)

No segundo tempo, o Flamengo voltou melhor e quase marcou aos três minutos. Guerrero aproveitou erro de Renato Chaves, mas finalizou por cima do travessão. Só que aos dez minutos, em avanço rápido, os rubro-negros abriram o placar. Gabriel recebeu passe de Guerrero, passou pela marcador e chutou na saída de Marcelo Lomba.

Mesmo depois do gol, o Flamengo continuou com o domínio da partida. Os rubro-negros tiveram chance de aumentar a vantagem aos 24 minutos. Ferron errou e viu Guerrero dividir com Marcelo Lomba e levar a melhor. Com o goleiro caído, o peruano tocou para Alan Patrick, mas o meia chutou por cima do travessão.

Aos poucos, a Ponte Preta equilibrou o confronto e chegou ao empate aos 32 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Diego Oliveira tocar para a rede.

No entanto, na parte final da partida, o goleiro Marcelo Lomba sentiu a pancada do lance com Guerrero e não conseguiu continuar na partida. Como a Ponte Preta já tinha feito as três substituições, o atacante Diego Oliveira foi para o gol.

Depois disso, a Ponte Preta criou uma boa chance com Biro Biro, mas o atacante finalizou para fora. A partir dai, o Flamengo pressionou em busca do gol, mas parou na retranca paulista. Diego Oliveira ainda salvou os visitantes em um lance, mas não foi mais exigido até o apito final.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 1 X 1 PONTE PRETA

Local: estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 22 de novembro de 2015, domingo
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (MG) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Renda: R$ 640.000,00
Público: 12.814 pagantes
Cartões amarelos: César Martins, Alan Patrick e Guerrero (Flamengo); Renato Chaves, Biro Biro e Borges (Ponte Preta)
Gols: Gabriel, aos 10min do segundo tempo (Flamengo); Diego Oliveira, aos 32min do segundo tempo (Ponte Preta)

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Wallace, César Martins e Everton (Ayrton); Jonas (Canteros), Márcio Araújo, Gabriel e Alan Patrick; Emerson (Ederson) e Guerrero
Técnico: Oswaldo de Oliveira

PONTE PRETA: Marcelo Lomba, Rodinei, Renato Chaves, Ferron e Gilson; Fernando Bob, Elton, Cristian (Diego Oliveira) e Clayson (Keno); Biro Biro e Alexandro (Borges)
Técnico: Felipe Moreira




  • Jmqrz

    Eita gambazeta. O Flabosta nao tem mais chances matematicas de chegar na Libertadores a nao ser que hajam falcatruas do STJD…. estes jornalistas estagiarios precisam de um pouco de matematica